Zezé Di Camargo sai em defesa de Bolsonaro “Que pai não defenderia seus filhos”

0

Zezé Di Camargo deixou os fãs revoltados após um vídeo divulgado em seu Instagram onde “passou o pano” nas denuncias de corrupção envolvendo a família do presidente Jair Bolsonaro

Zezé Di Camargo, que esta semana teve que cancelar sua live sertaneja após integrantes da sua equipe terem testado positivo para a COVID-19, se envolveu em mais uma polêmica revoltando parte dos seus seguidores.

+ Acompanhe as últimas notícias do Movimento Country no Instagram

O cantor sertanejo gravou um comentário a respeito do vídeo da reunião do presidente com ministros que foi divulgado na última sexta-feira. Nele, Zezé defende Bolsonaro – a quem chama de “chucro e bronco, mas verdadeiro” – e o exime de culpa por eventualmente ultrapassar limites para proteger os filhos: “Qual pai não defenderia o filho em qualquer circunstância?”.

Além disso, na semana passada o marido de Graciele Lacerda, voltou a defender o presidente durante uma entrevista ao jornal Carioca “O Dia” Zezé saiu em defesa dos artistas que declaram apoio a políticos.

Os artistas têm que se posicionar, sim, e colocar a posição dele sem medo de errar. Temos que ter nossas opções e mostrar o que pensamos. Fica muito fácil se esconder atrás de um escudo… ‘Eu sou artista e não posso opinar’, muitos pensam. E aí as pessoas não vão saber quem você é verdadeiramente e o que você pensa. Os artistas têm que opinar, sim, e claro, se não se sentir à vontade de não fazer campanha, não faz. Eu sou sempre a favor das pessoas se politizarem, de saber o que é política para saber exatamente quando for cobrar e saber o que está falando.”, disse.

Leia também

Zezé Di Camargo apoiou Bolsonaro nas eleições de 2019

Durante as eleições para presidente em 2018, o sertanejo declarou apoio a Jair Bolsonaro e ao ser questionado se votaria de novo, confirmou o voto. “Eu votaria novamente no Bolsonaro sem sombra de dúvidas“.

O cantor sertanejo que na época da sua separação com Zilu Godoi chegou a afirmar que “mulher feia tem que ser traída”, criticou duramente os demais artistas que se posicionaram contra Jair Bolsonaro nas eleições.

Siga o Movimento Country: Google News | Instagram | Twitter | YouTube | Facebook

Foi uma coisa absurda, fizeram uma campanha ferrenha contra um candidato que não agradava uma certa classe artística e fizeram um corpo a corpo. Acho que aquilo até motivou algumas pessoas a votarem exatamente contra aquele que a maioria do meio artístico pregava.”, disse.

Deixe uma resposta