João Gustavo, irmão de Marília Mendonça, revelou uma força-tarefa para blindar Léo, o filho da cantora sertaneja, do vazamento de fotos no IML

Na última semana, o Brasil foi impactado com o vazamento de fotos de Marília Mendonça no IML, durante sua necrópsia. O fato deixou muita gente revoltada, incluindo a família da cantora, que tomou uma atitude e buscou a Justiça para encontrar os responsáveis. Embora o suspeito do vazamento tenha sido preso, as fotos ainda continuam repercutindo e seus familiares tiveram que tomar uma atitude drástica.

Na última semana, o Tribunal de Justiça de Goiás determinou que as plataformas de redes sociais removessem quaisquer fotos do corpo de Marília Mendonça. A decisão veio após um pedido da equipe jurídica da cantora sertaneja.

Agora, após o vazamento de fotos da autópsia da cantora, a família de Marília Mendonça tem lutado por justiça e trabalhado para proteger Léo, de apenas 3 anos, fruto do relacionamento de Marília com o cantor Murilo Huff, de ser atingido pelas imagens da necrópsia da mãe.

Em entrevista exclusiva ao colunista Lucas Pasin, do UOL, João Gustavo, irmão de Marília que desistiu da carreira de cantor sertanejo após a morte da cantora, compartilhou como a família tem enfrentado a situação delicada, e destacou que está disposto a enfrentar qualquer desafio para proteger Léo:

“Estamos bem, na medida do possível, e nos esforçando muito para blindar o Léo de tudo. É importante correr atrás para que essas fotos parem de circular o mais rápido possível”, afirmou.

Ruth Moreira, mãe de Marília Mendonça, também desabafou nas redes sociais recentemente sobre a importância de proteger o neto: “Ele já entende tudo o que eu falo e também já entende quando acontece alguma coisa”.

A matriarca da família também destacou que a busca por justiça está entre os seus primeiros planos: “Aqui não pode ser terra sem lei. Redes sociais não podem ser terra sem lei. A gente precisa que esses delinquentes paguem. Não tem outra palavra: são delinquentes que não respeitam a memória da pessoa que se foi e também não respeitam a família”, disparou.

Homem acusado de vazar as fotos é preso

Marília Mendonça (Foto: Reprodução/Instagram)
Marília Mendonça (Foto: Reprodução/Instagram)

Em uma operação realizada pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), um homem de 22 anos foi preso em Santa Maria, no Distrito Federal, na segunda-feira (17 de abril), acusado de vazar imagens de laudos periciais de Institutos de Medicina Legal (IML). Entre as vítimas, estão artistas como Marília Mendonça, Cristiano Araújo e Gabriel Diniz.

A investigação, conduzida pela Delegacia Especial de Repressão aos Crimes Cibernéticos (DRCC), identificou que o suspeito compartilhava o conteúdo criminoso de forma indiscriminada, utilizando a plataforma Twitter.

No Brasil, a prática do crime de vilipêndio de cadáver é punida com detenção de 1 a 3 anos e multa, conforme o artigo 212 do Código Penal. Recentemente, a mãe e o irmão de Marília Mendonça, dona Ruth e João Gustavo, fizeram um apelo nas redes sociais, pedindo aos fãs que denunciassem contas compartilhando as imagens da cantora.

_blank
Share.

Fundador do Movimento Country, Hedmilton Rodrigues é uma referência no cenário sertanejo brasileiro. Com uma carreira rica em experiências em grandes veículos como Rede Transamérica e Sistema Globo de Rádio, ele não é apenas um colunista, mas um verdadeiro embaixador da música sertaneja. Através do Movimento Country, que lidera há 23 anos, Hedmilton promove a cultura sertaneja, conectando fãs e artistas. Seu trabalho reflete a paixão e a dedicação ao estilo que define o coração do Brasil.

© 2024 ThemeSphere. Designed by ThemeSphere.