Zezé Di Camargo sai em defesa do voto impresso e convoca bolsonaristas para protesto

Apoiador declarado de Bolsonaro, Zezé Di Camargo apoia a implantação do voto auditável no país e deputada compartilha opinião do sertanejo

O cantor de música sertaneja Zezé Di Camargo já fez diversas afirmações em que defende Jair Bolsonaro. Em meio à assuntos políticos polêmicos, ele não se abstém de apoiar as ideias do Presidente, que sofre severas críticas por atrasar a vacinação no país que já contabiliza mais de 550 mil vítimas nessa pandemia. Dessa vez, o favoritismo do artista diz respeito à implantação do voto impresso no Brasil.

Com recentes declarações sobre o assunto, Jair Bolsonaro chegou a dizer que não participará das eleições do ano que vem caso o sistema de votação não mude e continue sendo baseado nas urnas eletrônicas. Mesmo com a comprovação de que elas são muito mais seguras do que o voto impresso, o boato vem causando insegurança nos eleitores, o que não ajuda o cenário político do país.

Assuntos Relacionados 

No entanto, acreditando nas teorias conspiratórias espalhadas pelo Governo atual, Zezé Di Camargo declarou ser a favor da mudança do meio de votação e ainda convocou bolsonaristas para manifestações que acontecerão no próximo dia 1º de agosto.

“Eu queria fazer uma pergunta para aqueles que são contra. Por que vocês são contra? (…) “Vocês que estão me assistindo, agora, sabe o que é voto auditável? Voto auditável quer dizer que você tem a chance de conferir se a pessoa em quem você votou realmente vai ser computado no nome dela o voto”, afirmou o cantor, dando a entender que isso já não acontece nas urnas eletrônicas.

A deputada Carla Zambelli (PSL-SP) foi a responsável por compartilhar o levantamento de dúvidas sobre os direitos eleitorais dos cidadãos brasileiros que Zezé apontou fazendo questão de apoiar ainda, a pressão que será feita nos protestos para que o Congresso Nacional aprove o projeto de lei que regulariza o voto impresso.

Relembre abandono de Zezé por sertanejos após apoio a Bolsonaro

(Foto: Reprodução/Facebook)
(Foto: Reprodução/Facebook)

Zezé Di Camargo enfrentou dificuldades na sua série da Netflix, que irá estrelar ao lado da filha Wanessa, e um dos principais motivos teria sido o apoio do cantor à Bolsonaro, que deixou outros sertanejos com medo de aceitarem fazer parte do conteúdo.

Segundo a jornalista Patrícia Kogut, do jornal O Globo, a principal dificuldade que Zezé Di Camargo e sua família teriam tido na produção do documentário foi conseguir convidados que aceitassem fazer parte da série dos Camargos.

O motivo era claro: Zezé Di Camargo é apoiador extremo de Jair Bolsonaro e já deu diversas declarações a favor do Presidente, tendo, inclusive, participado de uma festa clandestina com o Ministro da Saúde. Tal apoio estaria sendo crucial para o andamento das gravações da série, já que alguns convidados poderiam estar recusando participar.

Alguns artistas sertanejos amigos de Zezé estariam evitando se envolver em política para evitar o cancelamento do público, e participar de um documentário íntimo com o bolsonarista Zezé Di Camargo poderiam associar suas imagens diretamente a isso.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Acreditamos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais