Zezé Di Camargo é flagrado em festa clandestina com o Ministro da Saúde e gera revolta na população

Menos de um mês após morte do pai, Zezé Di Camargo esnoba pandemia, aparece em festa com Eduardo Pazuello e gera revolta: “Comemorando 181 mil mortos”

Após aparecer desolado por causa da morte do pai, que completa um mês na próxima semana, Zezé Di Camargo se envolveu em uma grande polêmica após ser flagrado em uma festa clandestina junto com Eduardo Pazuello, Ministro da Saúde do Brasil, e foi massacrado pela população, que se revoltou com o ato.

Acompanhe as últimas notícias do Movimento Country no Instagram

Na ocasião, Zezé e Pazuello foram expostos pelo jornalista Guga Noblat em seu Twitter em um vídeo cantando alegremente enquanto o país atinge 181 mortos por Covid-19: “Festinha animada na casa do governador de Brasília com presença de Pazuello e cantor sertanejo Zezé. Só faltou bolinho com a vela 181 mil mortos“, detonou na legenda.

No mesmo dia, Zezé Di Camargo e o Ministro já tinham sido vistos almoçando juntos na casa do governador Ibaneis Rocha, sem qualquer medida de proteção ou distanciamento social. De acordo com O Tempo, a assessoria afirmou não ver problema no almoço.

Além do jornalista, fãs e famosos se revoltaram com a atitude de ambos, lembrando ainda que Luciano foi barrado do velório e sepultamento do pai justamente por estar de isolamento por causa do coronavírus.

A atriz Patricia Pillar foi uma das que se pronunciou sobre o caso e massacrou: “Podridão cafona”; “Comemorando a morte dos pobres”, disparou uma outra internauta. Nenhum dos envolvidos se pronunciou sobre o flagrante.

Zezé desaba em lágrimas no velório do pai

(Foto: Reprodução Internet)
(Foto: Reprodução Internet)

Após o fim da dupla Zezé Di Camargo e Luciano ser exposto por jornalista com a morte de Seu Francisco, o ex de Zilu emocionou os fãs presentes na missa de sétimo dia do pai com uma homenagem ao pai ao lado de Felipe Araújo, onde cantaram a música “É o Amor“, um dos maiores sucessos de sua carreira.

Siga o canal do Movimento Country no YouTube

No entanto, durante a celebração, Zezé caiu no choro e se emocionou muito ao fazer a última despedida do pai. Durante a missa, o sertanejo ainda cantou músicas de louvor e exaltou Seu Francisco, dizendo: “Um ser humano igual ao meu pai não se fabrica mais hoje em dia”.

Com Covid-19, Luciano Camargo não pôde comparecer à cerimônia, assim como no velório, devido ao isolamento social. O sertanejo chegou a compartilhar um vídeo do pai antes de morrer e deixou os fãs emocionados com o registro no Instagram.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More

Privacy & Cookies Policy