fbpx

Jornalista revela que foi ameaçada de morte por Zezé Di Camargo e Luciano após expor escândalo

Afirmação consta no livro "A Reportagem Proibida", censurado pela justiça

0

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Informação consta no livro “A Reportagem Proibida”, que expõe maldades de Zezé Di Camargo e Luciano fora dos palcos, chegou a ser censurado pela Justiça

Conforme o Movimento Country publicou com exclusividade recentemente, o livro “Zezé e Luciano – A Reportagem Proibidaexpõe maldades e escândalos sexuais de Zezé Di Camargo e Luciano, que foram protagonistas de uma das maiores polêmicas no mundo sertanejo.

Acompanhe as principais notícias do universo sertanejo em nosso canal no YouTube

O livro emblemático da jornalista Edna Santos relata a face cruel da dupla sertaneja, ainda desconhecida pela maior parte da população brasileira. Em conversa com o Movimento Country, a autora do livro contou os detalhes da produção: “Nele eu revelo os bastidores da trama armada pela dupla para me jogar numa prisão em São Paulo, onde fui acusada de extorsão”.

Segundo Edna, após ela ter publicado uma matéria em que denunciava uma agressão de Luciano a um flanelinha, em 1995, a dupla sertaneja fez de sua vida um verdadeiro inferno.

Após a publicação, os advogados de Zezé Di Camargo e Luciano tentaram subornar a jornalista com R$ 300 mil e um carro do ano, a fim de proibir a veiculação da matéria. Quando ela negou, Edna passou a ser perseguida por Zezé Di Camargo e Luciano, que não pararam até colocá-la na cadeia.

Acompanhe as últimas notícias do Movimento Country no Instagram

Uma das atitudes sujas da dupla incluíram o golpe e a prisão injusta da jornalista, que ficou presa durante dez meses.  Após a soltura Zezé Di Camargo e Luciano continuaram a perseguição com a jornalista, chegando a acusá-la de extorsão e até de ter sequestrado seu irmão.

O ápice da crueldade foi quando Zezé Di Camargo contratou um pistoleiro para matar Edna Santos, que ficou sabendo da notícia após ler os jornais da época. Segundo a jornalista, o pistoleiro confirmou a história para um promotor de justiça e foi preso.

O livro “A Reportagem Proibida” chegou a ser censurado no seu lançamento (2006) e, segundo Edna, a dupla tentou subornar o lançamento, tentando comprar seus direitos autorais diversas vezes. Vários depoimentos de promotores de justiça estão inseridos na obra que, segundo a escritora, comprovam seus argumentos:

O livro prova a minha inocência e esclarece que a história começou quando denunciei Luciano por dar um tapa na cara de um flanelinha no centro de Goiânia”, comenta a jornalista.

Leia Também:

Escândalo Sexual de Luciano

(Foto: Reprodução Internet)
(Foto: Reprodução Internet)

“Na época, eu não aceitei o dinheiro que ele me ofereceu para abafar o caso (da agressão) e acabei publicando a matéria. Foi quando uma frase que eu escrevi gerou revolta na dupla sertaneja: ‘Pela selvageria do cantor (Luciano), ele parecia um bissexual não assumido’ “, confessa a jornalista.

Tal declaração polêmica ardeu na ferida de Luciano Camargo, que já foi acusado diversas vezes, pela ex mulher, de manter relações homossexuais com outros caras e até de usar suas calcinhas, quando foi envolvido em um verdadeiro escândalo sexual.

Agora, segundo a jornalista, “A Reportagem Proibida”, que conta as facetas cruéis de Zezé Di Camargo e Luciano, foi liberado pela justiça para a venda após mais de dez anos da censura. A capa da obra traz a releitura de uma foto de Luciano, ainda jovem, beijando uma travesti, mesma foto divulgada pela sua ex mulher, Cleo Loyola, nas redes sociais.

Saiba mais sobre o livro e adquira clicando neste link.

Leave A Reply

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More

Privacy & Cookies Policy