Início Notícias Sertanejas Compositor pede prisão preventiva de Wesley Safadão por acusação de plágio em...

Compositor pede prisão preventiva de Wesley Safadão por acusação de plágio em música

0
17
Wesley Sadadão é processado por plágio (Foto: Divulgação)
Wesley Sadadão é processado por plágio (Foto: Divulgação)

O cantor Wesley Safadão pode ser preso a qualquer momento após compositor entrar com pedido de prisão preventiva em meio acusação de plágio

Wesley Safadão se envolveu em um verdadeiro escândalo com o compositor Jonas Alves, que o acusou de plágio na música “Vaqueirinha Maltrata” recentemente. Agora, após uma primeira audiência na Justiça, o compositor entrou com pedido de prisão preventiva contra Safadão, que descobriu uma grave doença recentemente.

Confira as notícias do Movimento Country no YouTube

Em conversa com o colunista Leo Dias, Jonas Alves detonou o cantor de forró/sertanejo e o acusou de mentir na audiência:  “Já aconteceu uma audiência de conciliação, mas o Wesley não colocou nenhuma proposta de acordo. Em seguida, ele fez uma contestação e uma defesa fajuta com mentiras”, disparou.

O compositor ainda alega que pediu a prisão preventiva de Wesley Safadão por plágio, alegando que ele já teria mais três processos na Justiça pelo mesmo motivo. Jonas continuou detonando o cantor e disparou que ele gravou a música sem nenhuma autorização, o que é crime:

“O mocinho aqui sou eu, não ele. Quem está ganhando ilicitamente é ele. Safadão gravou uma música sem nenhuma autorização, eu acho que ele devia ter vergonha na cara”, declarou para Leo Dias.

Em nota divulgada por sua equipe, Wesley Safadão esclareceu as informações divulgadas pelo compositor e alegou que tomará as medidas necessárias neste caso. Confira abaixo:

“Por meio de sua defesa e setor jurídico, a empresa WS Shows e o cantor Wesley Safadão, afirmam que não houve nenhum cometimento de ato ilícito, em especial a prática de plágio, e ressalta que não receberam nenhuma notificação de ação penal do Jonas contra o Wesley ou WS Shows. Comunicamos ainda, que os advogados do grupo, estão tomando todas as medidas jurídicas cabíveis em relação ao caso. Estamos vigilantes e certos de que a verdade aparecerá”.

Leia também

Entenda o que motivou o processo contra Safadão

(Foto: Reprodução Instagram)
(Foto: Reprodução Instagram)

Após doar oxigênio para Manaus e aparecer desfigurado na TV em meio a um processo de harmonização facial, Wesley Safadão se envolveu em uma verdadeira polêmica após ser processado pelo compositor Jonas Alves da Silva, que acusou o cantor de sertanejo/forró de ter roubado sua música.

A polêmica teve início quando Jonas acusou Wesley Safadão de se apropriar de uma composição sua. A música em questão é “A Vaqueirinha Maltratada“. Segundo o profissional, ele decidiu abrir o processo depois que descobriu que, segundo ele, seu trabalho foi plagiado e divulgado em diversos portais.

Ouça os principais lançamentos sertanejos no Spotify

Com o valor total do processo em 4,7 milhões de reais, o cantor se defendeu alegando que nunca explorou a música comercialmente. O advogado de Wesley Safadão usa a defesa de que em 2018, o artista gravou um dvd chamado “Estranho Não, Diferente”, que continha músicas de vaquejadas, com o objetivo de homenagear outras bandas, executando trabalhos feitos por elas.

A voz do hit “Ele É Ele, Eu Sou Eu” declarou que foi vítima de golpe e que o processo é um absurdo. Wesley Safadão afirma que o trecho da música “A Vaqueirinha Maltratada” foi utilizado no projeto como homenagem a Mano Walter, que detém autorização para mantê-la em seu repertório, e que o compositor quer lucrar às suas custas.

SEM COMENTÁRIOS