O maior site de música sertaneja do Brasil!

Vencedor do ‘The Voice Kids’ lança CD de música sertaneja

0 15

Depois de emocionar o Brasil na primeira edição do programa “The Voice Kids”,Wagner Barreto, acaba de lançar seu primeiro disco sertanejo.

No repertório de 10 faixas estão três músicas inéditas e algumas que Wagner Barreto interpretou ao longo do programa, como “Romaria (Renato Teixeira), “Desculpe, Mas Eu Vou Chorar” (César Augusto e João Gabriel, sucesso na voz de Leandro e Leonardo), “Todo Azul do Mar” (Flávio Venturini e Ronaldo Bastos), “Disparada” (Geraldo Vandré e Theo de Barros) e “Tem Que Ser Você” (Victor, da dupla Victor e Leo, ambos técnicos do jovem na competição).

As músicas ganharam arranjos especiais para a produção do garoto. “Foi fácil trabalhar com ele, porque o Wagner já conhecia as músicas. Procuramos deixá-lo à vontade para cantar, e ele conseguiu dar o seu toque em canções consagradas”, explica um dos produtores, Torcuato Mariano. Também chega às lojas o CD com as batalhas do “The Voice Kids”, atração exibida entre janeiro e março deste ano, pela Globo. Reunidos sempre em trios nas apresentações, os concorrentes disputavam a preferência dos jurados. Entre as faixas está “Na Estrada” (Marisa Monte), que ganhou uma versão de Clara Lima, Lia Gomes e Malu Cavalcanti. Pequeno grande cantor – Foi aos 6 anos que as primeiras cantorias começaram, com influências de Tião Carreiro, Zezé Di Camargo & Luciano e Daniel, conta o garoto. Quem descobriu suas habilidades foi seu padrinho. “Ele me viu cantando com meu irmão mais velho e me comprou um violão. Com ele, comecei a fazer aulas”, lembra Wagner, que também toca violino, piano, flauta, atabaque e bateria.

Anos depois, o mesmo padrinho, com um pequeno vídeo de Wagner cantando em mãos, inscreveu o afilhado secretamente no programa. Segundo ele, foi uma surpresa ter sido selecionado – mais ainda vencer o programa. “Foi a minha primeira experiência em um palco assim, com tanta gente.” Segundo ele, o nervosismo tomou conta de suas performances durante a edição, mas Wagner confiava no melhor resultado. “Pedia a Deus que me ajudasse, e no fundo sabia que não importava quem ganhasse, eu ia ficar feliz. Criei laços fortes lá dentro com os outros concorrentes”, revela.

Hoje, o menino tem uma rotina de gente grande e precisa conciliar a carreira musical e as aulas de música, que pratica à noite, com a escola, que frequenta de manhã e à tarde. Ele garante que não é fácil. “É difícil dar conta da vida profissional, da vida social e da escola. Mas faz parte”, diz, entre bocejos.

você pode gostar também
Comentários
Loading...