Amigos e fãs dão o último Adeus à Asa Branca

0

Asa Branca, um dos maiores nomes do rodeio brasileiro está sendo velado na Assembleia Legislativa de São Paulo

Waldemar Ruy dos Santos, o Asa Branca morreu na tarde desta terça-feira (4) vítima de um câncer agressivo. O rei das arenas, como era conhecido, convivia com o vírus HIV, problemas cardíacos, câncer, hidrocefalia e pneumonia crônica.

De acordo com informações com o boletim médico a causa da morte foi em função de infecção causada pelo rompimento dos tumores.

Internado desde o último dia 25 de janeiro, o locutor estava sedado devido fortes dores, mas já estava desenganado pelos médicos há alguns meses.

Seu velório está sendo realizado na Assembleia de Legislativa de São Paulo desde a madrugada de hoje, estendendo-se até o final da manhã. A partir das 12h da manhã é previsto que o corpo seja levado para Turiúba, cidade natal do locutor, localizada no interior de São Paulo, onde o enterro será feito nesta quinta (6). Sandra dos Santos, viúva do famoso, foi consolada por amigos e familiares.

Em entrevista concedida à revista Quem, a viúva compartilhou dos últimos momentos com o companheiro ao longo dos últimos seis meses. “Foi muito triste vê-lo no hospital. Nos últimos dias, eu pegava na mão dele e não tinha nenhuma reação. Foi aí que comecei a sentir que iria perdê-lo. Antes, achava que poderia acontecer um milagre. Sempre me mantive conversando com ele. Pedia para ele que fosse acompanhado dos bons espíritos, que ele se permitisse ir para não sentir mais dores”, confessou Sandra, visivelmente abalada.

O sofrimento de Asa Branca

Waldemar Ruy dos Santos, ficou conhecido no universo da música sertaneja e dos rodeios simplesmente como Asa Branca. Mas O locutor morreu hoje aos 57 anos, vítima de um câncer agressivo. O rei das arenas convivia com a Aids problemas cardíacos, câncer, hidrocefalia e pneumonia crônica.

Ele nasceu na cidade de nascido em Turiúba, cidade do interior de São Paulo. Nos anos 90 Asa Branca foi considerado o locutor mais importante do país e animava arenas com milhares de pessoas.

Entretanto, em sua trajetória ele chegou a comprar mansões, um avião e um helicóptero, além de inúmeros carros de luxo. Mas, perdeu praticamente tudo devido ao álcool, drogas e gastos com prostituição.

Mas a sua história é contada em detalhes na sua biografia que foi lançado no último dia 12 de dezembro e escrita por Ruy Marques. O autor revelou que ouviu mais de 50 pessoas próximas ao locutor, como Sérgio Reis, Sonia Abrão. O ex-árbitro Oscar Roberto de Godoy e até a dançarina Rita Cadilac estão entre os amigos ouvidos que deram depoimentos.

“Tive total liberdade para fazer entrevistas, com fontes no Brasil e nos Estados Unidos.O que mais me chama a atenção é a capacidade que o Asa Branca tem de se levantar, mesmo nos piores cenários, e de produzir momentos extraordinários, inclusive as diversas vezes que venceu a morte e os mais de 100 dias de internação.” Diz o Autor.

Deixe uma resposta