PUBLICIDADE UAI

Urgente! Cantor sertanejo é preso por estupro de vulnerável e condenado a 15 anos de reclusão

Um cantor sertanejo, foragido há 10 anos da polícia por estupro de vulnerável, foi encontrado em Alumínio (SP) e condenado a 15 anos de prisão

PUBLICIDADE

O cantor sertanejo Roberto Batistela, 52 anos, foi preso nesta semana após 10 anos foragido por estupro de vulnerável. O crime ocorreu na cidade de Itapevi, região metropolitana de São Paulo, em 2013, e envolveu uma criança de apenas cinco anos. Batistela foi capturado pela divisão de capturas da Polícia Civil em Alumínio, a 80km de São Paulo.

De acordo com o delegado Renzo Zorzi, responsável pelo caso que falou com o Brasil Urgente, da Record TV, Batistela levava sua vida normalmente mesmo estando foragido. Ele aproveitava os benefícios da lei e, após a condenação definitiva, fugiu por anos.

Durante esse tempo, o cantor deixou rastros no mundo digital, mantendo contas ativas no YouTube, Instagram e Facebook, e essas informações ajudaram a polícia a localizá-lo. O criminoso tinha o hábito de se relacionar com mulheres comprometidas, o que também auxiliou nas buscas e na localização de seu paradeiro:

Passava por alguns locais e, por ser muito mulherengo, ele acabava deixando também alguns vestígios, principalmente pelos maridos. Ele tem uma peculiaridade, que ele também gostava de mulheres comprometidas. Então isso ajudou a gente a efetuar as buscas e localizar o paradeiro dele“, contou o delegado.

Zorzi revelou que Batistela saía pouco de casa, mas utilizava seu talento como artista e sua lábia para convencer as pessoas a não entregá-lo quando precisava frequentar locais públicos, como farmácias e mercados.

Ele saía muito pouco. Saía para fazer compras, para ir a uma farmácia. E, nesses locais, ele, por ter uma lábia muito boa, ser um artista, ele acaba convencendo as pessoas a não entregá-lo“, revelou o delegado.

Cantor sertanejo vivia de mentiras para fugir da polícia

Cantor sertanejo Roberto Batistela sendo preso (Foto: Reprodução/Brasil Urgente)
Cantor sertanejo Roberto Batistela sendo preso (Foto: Reprodução/Brasil Urgente)

Roberto Batistela inventava histórias sobre o motivo de estar sendo procurado pela polícia, alegando ser por pensão alimentícia ou outros motivos menos graves. Dessa forma, ele aumentava sua credibilidade e garantia que as pessoas não o entregassem caso a polícia o procurasse. Segundo o delegado, havia dúvidas entre as pessoas, que não sabiam se acreditavam na versão da polícia ou no próprio Batistela.

Após ser preso, o cantor sertanejo foi condenado a 15 anos de prisão. Para a polícia, ele alegou ser inocente e se diz injustiçado por uma mentira da ex-companheira. Entretanto, a acusação de estupro de vulnerável e a pena são definitivas. Batistela foi levado ao Palácio da Polícia no centro de São Paulo e encaminhado para uma penitenciária, onde cumprirá sua sentença.

“Ele é soberbo, procura as câmeras o tempo todo, não escondeu o rosto, se diz injustiçado e por uma mentira da ex-companheira o caso teve essa repercussão”, afirma ainda o delegado Renzo Zorzi.

Veja o momento da prisão:

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More

Privacy & Cookies Policy