Sula Miranda diz que ela é a única Rainha do Sertanejo

A cantora Sula Miranda comemora o sucesso das novas cantoras sertanejas, mas reivindica o titulo de Rainha do Sertanejo.

Sula Miranda acompanha empolgada a ascensão das mulheres da música sertaneja. Entre nomes estrelados como Paula Fernandes, Marília Mendonça, Simone e Simaria, Maiara e Maraisa, destaca Paula Mattos como sua preferida. Mas na condição de precursora dessas artistas, é enfática. “Eu fui rainha de verdade. Muitas cantoras dessa nova geração tem carreira meteórica, mas quero ver quem daqui há 30 anos vai dar uma entrevista para contar a trajetória”, diz, citando seu tempo de carreira.

A cantora é uma mulher bastante tradicional. Aos 18 anos, se casou virgem. Hoje, aos 53, vai à igreja de três a quatro vezes por semana e, apesar de ser uma vaidosa escorpiana, o signo considerado mais fogoso do zodíaco, está há dez anos sem sexo. “Para nós, cristãos, essa é a coisa mais normal do mundo”, explica em entrevista.
Namorando há cinco meses com um empresário do ramo automotivo que conheceu na igreja evangélica que frequenta, ela conta que só pretende transar depois do matrimônio. “As pessoas me perguntam: ‘Como é que você pode casar sem ter intimidade?’. Mas se você conhecer o caráter da pessoa, não tem como dar errado”, acredita. “O beijo, o cheiro e o abraço, se vive durante o namoro. Então, você sabe se você vai querer estar perto daquela pessoa. Caso contrário, não iria nem querer abraçá-la.”
Para driblar o desejo, a cantora diz que come bastante doce e malha. Questionada se o relacionamento físico perde a importância com o passar dos anos, afirma que não. “O sexo continua sendo importante para mim, mas o que muda é o nível de prioridade. Hoje eu priorizo um homem de caráter.”

Comentários