Em meio à crise financeira, Simone e Simaria cobram ingresso de live sertaneja

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Após desabafo sobre crise financeira, Simone e Simaria cobram ingresso de live sertaneja que será realizada nesta sexta-feira (11)

Simone e Simaria que revelaram ter a Brahma como a nova coleguinha da dupla, desabafaram sobre a crise financeira que enfrentaram para chegarem até o patamar que conquistaram na música atualmente. As sertanejas se juntaram ao Gusttavo Lima que recentemente realizou sua última transmissão ao vivo e anunciam live sertaneja na plataforma ZoOme com venda de ingressos.

Na pandemia, a indústria da música foi uma dos setores mais afetados pelas proibições de eventos e shows presenciais em decorrência do distanciamento social. Por essa razão, os artistas tiveram que se adaptar e acharam nas transmissões ao vivo, uma maneira de continuar faturando e evitar uma possível crise financeira, que tem assolado muitos artistas.

Assuntos Relacionados

Sendo uma das convidadas do Altas Horas, Simaria desabafou sobre a crise financeira e chegou a cobrar um posicionamento do governo atual para que criassem uma maneira de ajudar as pessoas do setor artístico. E no próximo final de semana, a sertaneja ao lado da irmã, Simone, farão uma exibição ao vivo através da mesma plataforma em que o embaixador se apresentou: ZoOme. A apresentação será nesta sexta-feira (11) pela plataforma e será cobrado o valor de R$29,90 o ingresso.

Simaria faz apelo sobre crise financeira e pede ajuda para o ramo

(Foto: Eduardo Martins/AgNews)
(Foto: Eduardo Martins/AgNews)

O ramo artístico foi muito afetado pela pandemia, que impossibilita a realização de grandes eventos. A ideia das lives foi uma saída temporária para que os cantores faturassem com os patrocinadores diante do grande prejuízo das agendas canceladas. No entanto, essas transmissões já estão saturadas um ano após o início do isolamento e recentemente, Simaria cobrou atitudes de autoridades para que ajudassem o setor.

A irmã de Simone, que passou no último fim de semana por uma cirurgia de retirada do útero, fez o desabafo durante participação no programa Altas Horas, exibido em março, e se juntou aos artistas que se preocupam com a crise financeira que os impede de trabalhar. Assim como ela, Naiara Azevedo e Sorocaba chegaram a ir em Brasília se reunir com Bolsonaro para tratar a questão. 

Na ocasião, Simaria declarou: “É uma situação bem triste. Queria que as autoridades criassem uma maneira de ajudar as pessoas desse setor. Não é brincadeira, não”. Ela ainda contou dificuldades do início da carreira de quando tinha uma vida muito diferente da atual e certamente, as crises financeiras de ambos os momentos são muito diferentes.

“Comecei a cantar aos 14 anos. Sobrevivíamos com R$ 200 para fazer compras e sobravam R$ 2 para pegar o transporte e voltar para casa. Foram anos de ralação e sofrimento para a gente conseguir chegar no Simone e Simaria”, concluiu Simaria.

 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Acreditamos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais

Privacy & Cookies Policy