Show de César Menotti e Fabiano na Fenamilho é investigado pelo Ministério Público (Foto: Reprodução/Internet)
Show de César Menotti e Fabiano na Fenamilho é investigado pelo Ministério Público (Foto: Reprodução/Internet)

Dupla sertaneja César Menotti e Fabiano foi contratada por R$ 360 mil para se apresentar na Fenamilho, em Patos de Minas

O Ministério Público de Minas Gerais, com sede na cidade de Patos de Minas, tomou a iniciativa de instaurar um procedimento para investigar a contratação do show da famosa dupla sertaneja César Menotti e Fabiano, embaixadores da Festa do Peão de Barretos 2024, pela Prefeitura Municipal neste ano de 2024.

Segundo informações do portal Sou Patos, o Promotor da 1ª Promotoria de Justiça, Rodrigo Taufick, anunciou que duas questões estão sendo minuciosamente analisadas pelo órgão: a legalidade da contratação, a cargo de sua Promotoria, e o montante a ser desembolsado aos músicos, sob a responsabilidade da Promotoria de Defesa do Patrimônio.

Segundo o que consta no Diário Oficial do Município, será investido o valor expressivo de R$ 360 mil na contratação dos renomados artistas, os quais têm data marcada para se apresentarem na Fenamilho, especificamente em 26 de maio, no palco da Arena, em um dia de portões abertos ao público. Conforme divulgado pela Ouvidoria do Ministério Público, a investigação foi desencadeada com o propósito de averiguar uma possível “prática de abuso de poder e propaganda extemporânea realizada pelo Prefeito de Patos de Minas“, conforme explicitado no ‘Procedimento Preparatório Eleitoral nº MPMG-0480.24.000362-8’.

Dupla sertaneja teve outro show cancelado em Minas Gerais

(Cesar Menotti e Fabiano | Foto: Reprodução Instagram)
(Cesar Menotti e Fabiano | Foto: Reprodução Instagram)

Recentemente, o Ministério Público de Minas Gerais obteve uma liminar que resultou na suspensão da contratação de dois shows que estavam programados para acontecer no município de Senhora dos Remédios, situado na região do Campo das Vertentes, interior do estado. Um desses eventos englobava a contratação da dupla César Menotti e Fabiano, com um custo de R$ 350 mil aos cofres municipais, quantia próxima à destinada pela Prefeitura de Patos para os mesmos artistas.

Além disso, o outro show planejado na referida cidade era o da cantora Manu Bahtidão, cujo cachê estipulado era de R$ 250 mil. De acordo com a Promotoria de Justiça, o montante gasto em apenas dois shows supera consideravelmente o valor destinado pela prefeitura para a cultura ao longo de todo o ano de 2023.

Essa disparidade levanta questionamentos acerca das prioridades financeiras do município, especialmente diante dos problemas críticos enfrentados, como questões relacionadas ao saneamento básico, com múltiplas ações judiciais decorrentes da falta de tratamento de esgoto e da qualidade da água.

_blank