PF faz buscas em endereços de Sérgio Reis após sertanejo ameaçar democracia

Depois de incitar atos violentos contra a democracia, Sérgio Reis virou alvo nesta sexta-feira (20) de mandados expedidos pelo STF 

A Polícia Federal cumpre nesta sexta-feira (20), 29 mandados de busca e apreensão expedidos pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre Moraes. Um dos alvos principais da ação de hoje é o cantor e compositor de música sertaneja Sérgio Reis, que fez declarações enquadradas como ameaça à democracia, podendo o levar a prisão. Além dele, o deputado bolsonarista Otoni de Paula (PSC-RJ) também é alvo.

Atendendo ao pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR), os mandados levaram os agentes a comparecerem no início da manhã a pelo menos quatro endereços ligados ao sertanejo, que já faturou uma bolada por protagonizar campanhas publicitárias da gestão de Ratinho Jr., no estado do Paraná. Além do DF, as buscas serão feitas ainda, nos estados de Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso, Ceará e Paraná.

Assuntos Relacionados 

Em nota, a PF informou: “O objetivo das medidas é apurar o eventual cometimento do crime de incitar a população, através das redes sociais, a praticar atos violentos e ameaçadores contra a Democracia, o Estado de Direito e suas Instituições, bem como contra os membros dos Poderes”.

Há poucos dias, a esposa de Sérgio Reis, Angela Bavini, desabafou em meios às polêmicas alegando que o cantor foi mal-interpretado e que ele está sofrendo com depressão e diabetes atacada diante das críticas. Com 81 anos, o sertanejo já chegou a dizer que pretende enveredar na política em 2022 e na última semana convocou, em áudio que foi vazado, uma paralisação dos caminhoneiros para que o Senado se sentisse pressionado para afastar ministros do STF.

Relembre declaração de Sérgio Reis que o colocou na mira das autoridades

(Foto: Reprodução/Internet)
(Foto: Reprodução/Internet)

Após revelar que pode se candidatar na política em 2022, o cantor sertanejo Sérgio Reis tem gerado muita polêmica nos últimos dias após fazer um vídeo convocando seus fãs e caminhoneiros para uma manifestação em prol do presidente Jair Bolsonaro no próximo dia 7 de setembro, inclusive pedindo intervenção militar junto ao presidente.

Acontece que agora, de acordo com o site Em OFF, Sérgio Reis teve um suposto áudio vazado pelo perfil de Vladimir Aras no Twitter e a polêmica estourou devido às ameaças que ele faz a senadores e ministros do SFT (Supremo Tribunal Federal):

“Ambulância, polícia, bombeiro, uma emergência, somente isso, mais ninguém. Vai parar o país! Enquanto o senado não tomar essa posição que nós mandamos fazer, nós vamos ficar em Brasília e não vamos sair de lá até isso acontecer. Uma semana, dez dias, um mês e os caras bancando tudo, hotel e tudo, não gasta um tostão”, disparou em um trecho.

“E se em 30 dias não tirarem aqueles caras, nós vamos invadir, quebrar tudo e tirar os caras na marra, pronto! É isso que você quer saber, é assim que vai ser e pronto. E a coisa tá séria, vou planejas algumas coisas pra vocês aí”, disparou Sérgio Reis no suposto áudio. Ouça:

Ainda, segundo o site Em OFF apurou, os ministros do STF já tomaram conhecimento desses áudios de Sérgio Reis e inclusive podem entrar com um pedido de prisão do cantor sertanejo a qualquer momento. Tal áudio configura como crime à democracia e pode acarretar em sérias consequências ao cantor sertanejo.

 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Acreditamos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. AceitarLeia Mais