Início Notícias Sertanejas Ratinho é boicotado após apoiar Bolsonaro, despenca audiência e SBT toma atitude...

Ratinho é boicotado após apoiar Bolsonaro, despenca audiência e SBT toma atitude drástica

0
10
Após polêmica com sertanejo, Ratinho vê sua audiência despencar e SBT toma atitude drástica
Após polêmica com sertanejo, Ratinho vê sua audiência despencar e SBT toma atitude drástica. (Foto: Internet)

Apoiador de Bolsonaro, Ratinho enfrenta dura crise em seu programa, é boicotado pelo público e audiência despenca em meio à polêmicas

As coisas não estão nada boas para Carlos Massa, mais conhecido como Ratinho. O apresentador, que pode ser preso após defender a ditadura, foi abandonado pelo público e enfrenta uma grande crise de audiência após sofrer prejuízo milionário com Eduardo Costa, o que levou o SBT a tomar atitude drástica.

Confira as notícias do Movimento Country no YouTube

De acordo com o colunista Sandro Nascimento, do UOL, o tradicional Programa do Ratinho tem enfrentado grandes problemas nos bastidores do SBT. O apoio do apresentador às atitudes de Bolsonaro é o principal motivo das grandes quedas de audiência que vem sofrendo há mais de um ano e a emissora está preocupada com seu destino.

A média de audiência de 4 a 5 pontos que Ratinho tem conquistado não chega aos pés das concorrentes Globo e Record e tem atrapalhado os programas que vem depois do seu horário na grade, como A Praça é Nossa e o The Noite, o que está sendo uma grande pedra no sapato para Silvio Santos.

O dono do SBT, que estuda deixar Ratinho com o programa apenas uma vez na semana, trocou o diretor geral do programa em busca de uma renovação que agrade o público, mas o problema parece estar no apresentador bolsonarista.

Leia também

Apresentador tem pedido de prisão decretado por vereador

(Foto: Internet)
(Foto: Internet)

Em uma entrevista recente, Ratinho gerou revolta ao defender a intervenção militar no Brasil e a extinção dos moradores de rua: “Eu sei que o que vou falar aqui pode até chocar, mas está na hora de fazer igual fez em Singapura. Entrou um general, consertou o país e, um ano depois, fez eleições. Mas primeiro concertou, chamou todos denunciados e disse: ‘vocês têm 24 horas para deixar o país ou serão fuzilados’. Limpou Singapura”, disparou.

“Do que as pessoas tinham medo? Morador de rua. Ele tirou todos os moradores de rua e deu um lugar para os caras se virarem. Ele limpou tudo e a imprensa ficou a favor dele. Aqui, se mexer com morador de rua, a imprensa cai em cima do político”, continuou Ratinho, destilando agressividade.

Ouça os principais lançamentos sertanejos no Spotify

O comentário de Ratinho gerou revolta em políticos e chegou até o vereador Eduardo Suplicy, de São Paulo, que pediu a prisão de Ratinho por tais atrocidades: “Por suas declarações em favor da Ditadura Militar, Ratinho está a merecer punição semelhante à do deputado Daniel Silveira (PSL). Por 11×0 o STF decidiu que ele deve estar preso”.

SEM COMENTÁRIOS