O maior site de música sertaneja do Brasil!

Rancho do Peãozinho constrói casa ecológica

0 5

Construir uma casa economizando durante a obra e ainda contribuindo para a preservação do meio ambiente não é difícil.

Acreditando nessa ideia, Os independentes, entidade promotora da Festa do Peão de Boiadeiro de Barretos, em parceria com a Unifeb e o Golden Dolphin, entraram de cabeça no projeto da construção de uma casa ecológica no Rancho do Peãozinho, espaço dentro do Parque do Peão destinado especialmente para as crianças. O projeto surgiu quando a engenheira civil Marony Martins decidiu otimizar os projetos de seus alunos do curso de Engenharia, tirando as ideias do papel e transformando-os em realidade. “Os alunos são muito criativos e sempre apresentam boas ideias para a construção civil e para o reaproveitamento de materiais”, explica Marony.
A casa que foi construída no Rancho do Peãozinho conta com a participação dos alunos do curso de Engenharia, com base no trabalho de conclusão de curso do aluno Marcos Antônio Lelis.
Segundo a engenheira, hoje o Brasil produz 80 milhões de entulho da construção civil, 35 milhões de pneus usados, 200 toneladas de garrafas Pet, materiais que podem ser utilizados durante uma obra. “Esse números evidenciam uma questão ambiental muito séria. A população precisa entender que nossa casa é nossa segunda pele e que podemos construí-la ou reformá-la reaproveitando esses materiais”, disse Marony.
Todas as partes da casa utilizam um material reciclável. Para fazer a fundação, por exemplo, foi utilizado entulho ao invés de terra. A laje foi feita de concreto e pneus. As paredes foram construídas com blocos de entulho da construção civil e garrafas Pet, usadas para fazer o travamento dos blocos, dispensando concreto e ferragem.
A garrafa pet tem outra função ainda mais importante na casa ecológica. Além da economia e da preservação ao meio ambiente, ela ajuda a diminuir a temperatura do local, por não deixar o calor atravessa-la. O forro é feito de caixa de leite, papel e gesso para acabamento. Segundo Marony, a caixa de leite foi usada pois, ela filtra 95% dos raios causadores de calor e câncer.
Todo o sistema de água da casa será preparado para fazer o reaproveitamento da água da chuva, sendo possível utiliza-la nas torneiras e na descarga, sem gastar água potável para isso .
Até o aquecimento e o gás da casa foram preparados dentro dos padrões ecológicos. O aquecedor, também feito de caixa de leite e pet, custa até R$ 300. “Esse equipamento não deixa nada a desejar para os que estão no mercado e seu valor é muito mais baixo. Ele pode aquecer a água fazendo com que ela chegue em até 58o C”, disse. Para o sistema de gás, foi criado um biodigestor que produzirá gás a partir de matéria orgânica. A energia elétrica será conduzida através de energia solar e eólica. “A pessoa vai ter uma casa com custo reduzido na construção, maior conforto técnico, gastando o mínimo no produto final”, ressalta.
Futuramente a casa ecológica será o escritório do Rodeio Júnior. “Para nós é uma privilégio centralizarmos nossas atividades nessa casa e, além disso, podemos ficar mais próximos da arena do Rodeio Júnior, contribuimos para o bem do meio ambiente”, disse Renato Rodrigues de Paula, coordenador do Rodeio Júnior. A casa foi inaugurada nesta quinta-feira, dia 27. Na sexta-feira serão realizadas atividades voltadas para a orientação ambiental, oficina de construção de aquecedores e reaproveitamento da água.

você pode gostar também
Comentários
Loading...