Poladian sobre mercado de shows pós pandemia: “Muitos ficam pelo caminho”

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Em entrevista ao podcast EnterHits, Manoel Poladian, maior empresário musical do Brasil, palpita sobre como será o retorno do mercado de shows quando a pandemia acabar

Após afirmar que ressuscitou a carreira de Chitãozinho e Xororó e que é o verdadeiro criador do show ‘Amigos’, empresário musical Manoel Poladian, conhecido por trabalhar com artistas como Daniela Mercury e RPM, palpitou, em entrevista exclusiva ao podcast EnterHits, sobre como será o mercado de shows após o final da pandemia de Covid-19.

– Clique aqui para receber as últimas notícias do Movimento Country no Messenger

Sob o comando de Enio Silvério e Reinaldo Barriga, a entrevista com Manoel Poladian tratou de sua experiência enquanto empresário de artistas renomados e produtor de grandes espetáculos. Ao ser questionado pelos entrevistadores sobre como será o mercado de shows pós pandemia, Poladian decretou que “Muitos ficarão pelo caminho”.

Assuntos Relacionados 

“Tudo vai mudar e muitos já ficaram, já estão fora do mercado. Infelizmente, essa pandemia foi o caos, porque eles (se referindo aos profissionais que trabalham com shows) viviam rodando, matavam um leão por dia e às vezes precisavam matar o do dia anterior, mas o que a gente queria, o que buscamos, eu acho que o importante é o respeito ao público e uma produção bem feita”, opinou o empresário.

“Faltam espaços para nós, não temos muitos espaços para espetáculo, não temos casas adequadas, todas são rearranjadas e não há um estímulo do governo. Há muita pressão e o empresário é vítima de extorsão e pagamentos de custos, quando ele deveria ser beneficiado. Não é incentivo em dinheiro, é isenção de impostos. Não precisa dar dinheiro, facilite a vida do empresário”, criticou Poladian.

“Outra coisa, o ECAD (órgão que arrecada direitos autorais) é outro desestímulo, cobra valores que bem entende, (…) quer ganhar no bruto, é uma regra leonina, desonesta e que inviabiliza muitas produções. Então, se tivessem normas boas e regulamentassem a profissão de promotor de espetáculos, regulamentassem a profissão de agente pessoal e tirassem todo mundo desta informalidade, o Brasil cresceria muito”, disparou Poladian.

Assista ao vídeo completo da entrevista com Manoel Poladian:

“Vacina todo mundo e libera!”, afirma Manoel Poladian

(Foto: Jotabê Medeiros)
(Foto: Jotabê Medeiros)

Questionado sobre sua opinião a respeito da realização de shows com segurança do ponto de vista sanitário, com adoção de normas de afastamento social e outras medidas para evitar a propagação da Covid-19, Poladian afirma que a única forma realmente segura é fornecer vacina para todos.

“Vacina todo mundo, exige a vacina na porta e libera! A pessoa tem que viver, nós já perdemos muitos dias de vida por causa dessas bobagens e, outra coisa, parem de extorquir os promotores, fazendo exigências absurdas de médicos e outras coisas mais. Um médico na porta e o exame, só!”.

“Copiem os países desenvolvidos! O cara restringe e ele nem sabe porque restringiu a 30% ou a 40% da capacidade de lotação. (…) Em vez de medidas sanitárias, deveriam ter medidas de sanidade mental para usar com administradores que não respeitam o público nem o ser humano. Você tendo todo mundo vacinado, você vai abrir a casa e não precisa colocar mais nada. Só 40% não paga o show!”, disparou Poladian.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Acreditamos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais