Movimento Country
O maior e mais importante site sertanejo do Brasil

Sequestrador do irmão de Zezé Di Camargo e Luciano foge da penitenciaria

0 73
B01 728x90

Ozélio de Oliveira é apontado como um dos sequestradores do irmão de Zezé Di Camargo e Luciano. Wellington Camargo foi sequestrado em 1998

Apontado como um dos responsáveis pelo sequestro de Wellington Camargo, irmão dos cantores Zezé Di Camargo e Luciano, Ozélio de Oliveira está entre os29 fugitivos da Penitenciária Estadual de Piraquara (PEP I).

A lista dos presos que escaparam foi divulgada pelo Departamento Penitenciário do Paraná (Depen) no fim da manhã desta terça-feira (11).

De acordo com informações da Secretaria de Segurança do Paraná, a fuga aconteceu durante a madrugada. A fuga começou quando bandidos explodiram o muro da prisão e trocaram tiros com policiais militares. No entanto, apesar da gravidade da situação, ninguém ficou ferido na ação criminosa. Até o momento, nenhum fugitivo foi recapturado.

Ozélio de Oliveira cumpre pena de 108 anos de prisão pelos crimes de roubo, furto e homicídio. Indicado principalmente como um dos líderes do Primeiro Comando da Capital (PCC) em Roraima, ele foi condenado pelo sequestro de Wellington.

O sequestro

O crime ocorreu em 16 de dezembro de 1998 na casa onde a vítima morava, em Goiânia. Na ocasião, o irmão dos cantores sertanejos foi levado da residência por quatro homens armados.

A vítima, que é cadeirante devido a uma poliomielite que teve quando criança, ficou em cativeiro por 94 dias. Ainda assim Wellington Camargo chegou a ter parte da orelha arrancada pelos sequestradores. Nesse meio tempo os criminosos reduziram o valor pedido inicialmente no resgate, de US$ 5 milhões para US$ 300 mil. O dinheiro foi pago em 20 de março de 1999.

Todos os membros da quadrilha envolvida no sequestro de Wellignton acabaram presos. O homem que teria cortado a orelha da vítima, Osmar Martins, foi assassinado na Penitenciária da Papuda, em Brasília, em setembro de 2000.

Fugas

Ozélio já fugiu da prisão várias vezes. Em 2002, ele escapou de um presídio em Maceió, Alagoas, e, em 2006, do Presídio Estadual de Foz do Iguaçu. Em 2017, quase fugiu da PEP I em uma ação parecida com a ocorrida nesta terça-feira. Na ocasião, a fuga acabou frustrada porque ele torceu o pé e não conseguiu correr.

Comentários
Loading...