Música de Marília Mendonça pode revelar o destino de Maria Bruaca em “Pantanal”

2.589

Faltando pouco mais de 2 meses para o seu fim, a novela Pantanal é um dos assuntos mais comentados diariamente e guarda cenas emblemáticas

Pantanal tem chamado a atenção do público pelas belas imagens, pelo texto impecável na adaptação feita por Bruno Luperi e pela sua trilha sonora escolhida a dedo por uma equipe especializada. Músicas de João Gomes, Maria Bethânia, Almir Sater e Marília Mendonça são apenas algumas das que embalam a novela.

No entanto, um dos assuntos mais comentados nos últimos dias é a cena onde o personagem Alcides, interpretado por Juliano Cazarré é castrado por Tenório (Murilo Benício), após ele descobrir um relacionamento secreto com sua esposa, Maria Bruaca (Isabel Teixeira).

A cena chocou o público na primeira versão exibida em 1990 pela extinta TV Manchete, que mostrou os acontecimentos sem pudor, bem como outras cenas que a Globo está preferindo ‘censurar’, como a nudez excessiva. Para quem não conhece a cena, separamos a versão original para vocês:

Apesar de chocante, ainda não se sabe o que pode acontecer no remake de Pantanal, já que Luperi tem confundido o público com pistas sobre o que está por vir. Apesar disso, o fato da personagem vivida por Isabel Teixeira ser embalada por Marília Mendonça, com a música “Deprê”, a gente já imagina que o destino possa ser um pouco diferente do que aconteceu no passado.

Isso porque, como Marília pregava o empoderamento feminino, a trilha em seu nome pode levar aquilo que ela cantava para Bruaca: independência, força e singularidade. Dessa forma, ela ficaria menos submissa e passasse a ser a grande controladora de suas emoções e relações.

Assim como o posicionamento do personagem Zaqueu, vivido por Silvero Pereira, que teve o texto adaptado e aborda de uma maneira mais profunda e cuidadosa a homofobia nos tempos de hoje, o mesmo pode acontecer com Maria Bruaca. No decorrer da novela, a personagem da filha de Renato Teixeira tem assumido o protagonismo e conquistado a internet, e diferente da primeira versão ela não é apenas submissa o tempo todo.

Fontes ouvidas pelo Movimento Country afirmaram que a Globo está tomando muito cuidado com os temas mais delicados como homofobia, feminicídio e também a política ambiental que tem devastado boa parte do bioma onde é rodado a novela. Por isso o público deve se surpreender a partir do capitulo número 100, onde grandes reviravoltas deverão acontecer na trama escrita originalmente por Benedito Ruy Barbosa.

O que será que está por vir em nome da famosíssima Maria Bruaca e seu amado Alcides?

Além de Marília Mendonça, conheça a trilha sonora de Pantanal

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Além de Maria Bethânia, que canta a música de abertura de “Pantanal”, outros nomes conhecidos do público também estão presentes na trilha sonora da novela. Quem canta a música “Amor de Índio“, tema do casal principal Juma e Jove, é ninguém menos que Gabriel Sater, filho de Almir Sater. O jovem ator ainda interpreta o papel de Trindade, o mesmo que o pai deu vida na versão original de Pantanal.

Apesar dos rumores de que a Globo usaria apenas músicas nacionais na trilha sonora de Pantanal, músicas internacionais também fazem parte da trama. Iggy Pop empresta “The Passenger” para o tema de Jove, e Alceu Valença será a voz tema de Juma Marruá e José Lucas de Nada com a música “Dois Animais“.

Também fazem parte da trilha sonora o aclamado cantor Belchior, com “Comentário a Respeito de John” e Jair Rodrigues, com a música “Vaqueiro de Profissão“, ambas para José Leôncio, que na trama é representado por Renato Goés e Marcos Palmeira na primeira e segunda parte.

“As cenas que assistimos na sonorização estão espetaculares. São imagens deslumbrantes! É um trabalho muito grande, e o que eu sinto da equipe é que todos estão muito gratos por terem sido escolhidos para esse projeto. Fazer parte dessa história é uma responsabilidade gigantesca e um prazer enorme. Todo mundo vestindo a camisa, trabalhando e dando tudo o que pode para entregar uma novela que emocione as pessoas. Teremos surpresas bacanas”, destacou o produtor musical da novela, Rodolpho Rebuzzi.