Ex-empresário de Marília Mendonça pede R$ 9 milhões da fortuna da cantora

0

Saiba os detalhes da nova polêmica envolvendo a fortuna de Marília Mendonça, que pode sofrer uma baixa milionária após processo

Mais uma polêmica envolvendo a fortuna de Marília Mendonça acaba de cair na internet na tarde desta quinta-feira (15). Segundo o colunista Leo Dias, o empresário Gabriel Ramalho entrou na Justiça pedindo R$ 9 milhões da herança da cantora sertaneja, sob alegação de que seria detentor de 10% de sua carreira.

Gabriel Ramalho foi um dos principais nomes que ajudou Marília Mendonça a dar seus primeiros passos em direção ao estrelato. Lá no início da sua carreira, ele atuou como seu empresário e ajudava a cantora sertaneja a fazer contato com outros nomes no mercado para eventuais parcerias e venda de composições.

Dessa forma, ele acabou “ganhando” 10% dos lucros da carreira de Marília Mendonça por conta desse apoio, que foi fundamental para seu sucesso. Segundo o colunista, Gabriel ainda teve direito a 10% de participação no contrato com a rainha da sofrência com a gravadora Som Livre.

Com isso, o ex-empresário da cantora sertaneja resolveu procurar a justiça trabalhista para tentar receber a quantia de R$ 9 milhões devido aos “acordos não pagos”, conforme ele nomeia. Gabriel Ramalho alega que era funcionário de Marília Mendonça e que trabalhava com ela desde o início da sua carreira, especialmente na área financeira. Segundo ele, o seu salário mensal sempre foi de R$ 200 mil.

Segundo informações, o empresário chegou a ser padrinho de casamento de Ruth Moreira, mãe da sertaneja, mas nunca foi bem visto pelas pessoas ao seu redor por supostos comportamentos agressivos e porte de armas. Dessa forma, incomodada com suas atitudes, Marília Mendonça teria tomado a decisão de revogar as procurações e rompeu a relação com seu ex-empresário,

O colunista entrou em contato com a família de Marília Mendonça e sua equipe jurídica, mas ambos alegaram que não podem falar sobre o processo, já que este corre em segredo na Justiça. A defesa de Gabriel Ramalho também não se pronunciou.

Leia também:

Marília Mendonça foi uma das únicas sertanejas a aderir o “Ele Não”

(Foto: Reprodução/Instagram)
(Foto: Reprodução/Instagram)

Ano eleitoral é sempre época em que comumente vemos artistas dos mais variados segmentos se pronunciarem a favor de candidatos cujas ideias se identificam. No entanto, neste ano tudo está mais quieto do que o normal, já que em 2018 várias polêmicas rondaram artistas como Marília Mendonça, Eduardo Costa, Gusttavo Lima e mais.

Inclusive, a decisão de Gusttavo Lima de não se posicionar politicamente neste ano se deve às polêmicas que trouxe para seu nome devido ao seu envolvimento com Jair Bolsonaro. E em 2018, quando a maioria dos sertanejos foi à favor do atual Presidente da República, Marília Mendonça ‘nadou contra a maré’ e deixou claro suas ideologias.

Na época, a cantora sertaneja aderiu à campanha do “Ele Não”, que ia contra a eleição de Bolsonaro, e deixou bem claro sua opinião: “Não é uma questão de opção política, é uma questão de bom senso! A favor do amor e das nossas conquistas que não podem ser apagadas assim”, disse a favor de mulheres, negros e LGBTQIA+.

No entanto, a postagem não caiu bem para os amantes do sertanejo e apoiadores do Presidente. Marília passou a ser atacada e acabou apagando a publicação. Mais tarde, ela postou uma foto em seu Instagram pedindo desculpas e relatando que ela sua família tinham sofrido ameaças devido à publicação contra o político.

Marília Mendonça foi uma das primeiras – e únicas – representantes da música sertaneja com coragem para se posicionar e dar sua opinião ao público. Se a nossa eterna rainha da sofrência estivesse entre nós, qual será que seria seu posicionamento político?