Eduardo Costa é denunciado e vira réu por estelionato

0
21
Eduardo Costa vira réu em processo de estelionato (Foto: Reprodução YouTube)
Eduardo Costa vira réu em processo de estelionato (Foto: Reprodução YouTube)

O cantor sertanejo Eduardo Costa virou réu em um processo de estelionato quando tentou trocar uma mansão que estava irregular

Eduardo Costa, que está batalhando para emplacar seu novo trabalho solo, após polêmicas que fizeram ser expulso do projeto “Cabaré”, voltou a ver seu nome envolvendo em polêmica. Desta vez trata-se de um processo que corre em segredo de justiça, onde o cantor sertanejo virou réu por estelionato, e agora aguarda nova decisão da justiça. Tudo aconteceu quando Eduardo Costa trocou uma mansão na cidade de Capitólio em Minas Gerais, com um casal de idosos, por outra em Belo Horizonte. No entanto a propriedade que pertencia ao cantor estava irregular e o casal decidiu processá-lo. Desde 2019 Eduardo vem tentando vender a mansão, mas não conseguia. Na troca, o imóvel valia R$9 milhões e, atualmente, o sertanejo pede R$11,9 milhões, já com todos os móveis inclusos. Sobre a venda e as acusações de estelionato, Eduardo Costa decidiu não se pronunciar, mas as tentativas de venda continuam. O processo corre em segredo de justiça. A mansão possui 821 metros quadrados, 4 suítes, 3 hidromassagens, 3 cozinhas, 2 copas, escritório, vista panorâmica, adega, bar particular, churrasqueira, deck, piscina, jardim de inverno, Home Theater e dependências para empregados.

Leia também:

Fãs pedem a volta de Eduardo Costa no “Cabaré”

(Foto: Reprodução Instagram)
(Foto: Reprodução Instagram)
Não é de hoje que o “Cabaré” é palco para polêmicas nas redes sociais. Desde a primeira live do projeto, ainda em 2020, os fãs começaram a se revoltar com a bebedeira e falas inapropriadas em cima do palco, que incluíram um “vou transar pensando no bebê da Thaeme”, dito por Eduardo Costa. Após isso, o sertanejo e Leonardo romperam a parceria, mas muitos fãs até hoje não estão satisfeitos. Após a saída de Eduardo Costa, outros nomes passaram a ocupar o espaço do cantor sertanejo no projeto, como Gusttavo Lima e a própria Marília Mendonça, mas foi com Bruno e Marrone que o novo “Cabaré” foi para frente: A dupla sertaneja foi anunciada como atração do projeto ao lado de Leonardo em uma participação no Fantástico, onde o pai do Zé Felipe aproveitou para mandar um recado ao ex amigo dizendo que seguiria sem ele nessa empreitada. No entanto, o prestígio de Leonardo e Bruno e Marrone logo foi se desfazendo com o público, principalmente após as polêmicas da live “Cerveja Cabaré”, onde Bruno encheu a cara e passou a humilhar Marrone, o que gerou um climão insuportável e deu margem para boatos de que a dupla estava desgastada. Recentemente, com o anúncio da gravação do novo DVD do “Cabaré”, que teve um investimento milionário de Leonardo e Bruno e Marrone, os fãs começaram a boicotar o projeto e pedir a volta de Eduardo Costa, alegando que o cantor sertanejo foi injustiçado ao ficar de fora do projeto que ele diz ter criado. Na postagem oficial do Cabaré, no perfil da Talismã no Instagram, dezenas de seguidores demostraram seu descontentamento com o projeto: “Corta o álcool do Bruno”, “Só não deixem o Bruno beber para não estragar o evento”. “Cabaré sem Eduardo Costa, não é Cabaré”, “Cabaré é Leonardo e Eduardo Costa”, foram apenas alguns dos comentários deixados pelos seguidores nas postagens.