EXCLUSIVO: Após polêmicas, “Cabaré” pode virar festival sertanejo com Leonardo e convidados

0
22
Cabaré pode virar festival sertanejo (Foto: Reprodução/Internet)
Cabaré pode virar festival sertanejo (Foto: Reprodução/Internet)

O “Cabaré”, que se tornou um dos principais shows do Brasil, poderá mudar o formato e se transformar em um grande festival sertanejo

Não há dúvida que “Cabaré”, show criado e idealizado por Eduardo Costa mudou drasticamente a carreira do cantor Leonardo, que ganhou fama e notoriedade nos anos 90 após enorme sucesso ao lado do seu irmão com a dupla Leandro e Leonardo.

No currículo, o cantor acumula sucessos que ficaram eternizados na música sertaneja como “Pense em Mim”, “Não Aprendi Dizer Adeus”, “Um Sonhador”, entre outros grandes hits. No entanto, a carreira do pai de Zé Felipe estava estagnada e até um pouco ofuscada por causa da explosão do sertanejo universitário, mas com a chegada de “Cabaré”, Leonardo se reinventou e voltar a ganhar o merecido status de um dos maiores cantores sertanejos de todos os tempos.

Mas o projeto ficou marcado por diversas polêmicas, principalmente envolvendo seus parceiros como Eduardo Costa e Bruno, da dupla com Marrone. Declarações polêmicas e machistas, excesso de bebedeira e, por último, o cantor Bruno surgiu supostamente excitado em um show o que acabou causando uma enxurrada de críticas.

Os problemas começaram com a substituição de Eduardo Costa por Bruno e Marrone no início deste ano, o que causou uma certa rejeição do público que estava acostumado com a formação original do projeto. Os problemas são tantos, que recentemente foi cogitado o fim do projeto, que já chegou a ser um dos mais importantes do Brasil com o cachê avaliado em R$ 800 mil em 2018, o maior cachê daquela época.

“Cabaré” pode se transformar em um festival sertanejo

(Foto: Reprodução/Internet)
(Foto: Reprodução/Internet)

A empresa “Talismã”, dona da marca e que pertence ao cantor Leonardo, ficou preocupada com o possível fim da turnê, o principal produto do escritório, que também é responsável pela gestão de carreira de Zé Felipe. Além disso, a marca “Cabaré” envolve contratos milionários com licenciamento da marca como a cachaça e a cerveja.

Mas o Movimento Country conversou com pessoas ligadas escritório de Leonardo que descartam o cancelamento da turnê de imediato, mas estuda-se o formato de festival, onde Leonardo poderá receber diferentes convidados em suas apresentações. Algo muito parecido com o que aconteceu durante suas lives sertanejas.

Durante a pandemia, o marido de Poliana Rocha recebeu convidados como Jorge e Mateus, Gusttavo Lima e Marília Mendonça, a única cantora sertaneja a participar do show “Cabaré”.

A novidade pode animar o público e os convidados para este novo formato, já que Leonardo é considerado um dos ícones da música sertaneja e sua carreira é marcada pelo bom humor e pelo respeito que ele tem com os demais colegas.

Se o projeto sair do papel, Leonardo passa a integrar o time dos sertanejos que comandam grandes festivais, que tem como líderes Gusttavo Lima (Buteco), Wesley Safadão (Garota VIP) e Luan Santana (Luan City).