Naiara Azevedo e Dilsinho lançam clipe “Manda Áudio”

0 1.384

A cantora sertaneja Naiara Azevedo acaba de lançar o videoclipe do single “Manda Áudio“, em parceria com Dilsinho

A nova música de Naiara Azevedo conta com a participação de Dilsinho e foi gravada no Rio de Janeiro, mas causou um rebuliço no Distrito Federal.

VEJA TAMBÉM: Marília Mendonça é a cantora mais tocada nas plataformas de streaming

Naiara conta que quando recebeu a música dos compositores, foi conquistada pela energia da faixa. “Achei a energia dela incrível, uma vibe legal pra dividir o vocal com alguém, e só me veio uma pessoa na cabeça para cantar comigo: o Dilsinho“, afirmou.

“Sempre nos encontramos nos bastidores de programas de TV, em shows pelo Brasil a fora e já fazia tempo que queria gravar algo com ele. Assim que eu mandei a música, ele topou e já colocou voz na guia, e foi aí que tive a certeza de ter escolhido a pessoa certa pra cantar comigo”, relembra Naiara ao falar de Dilsinho.

Com uma pegada leve e colorida, o clipe tem dois momentos: o primeiro gravado na área externa de um clube e no segundo uma interação entre os cantores com uma pegada mais romântica.

Naiara Azevedo foi criticada por música

Na Paraíba, o Conselho Regional de Enfermagem, Coren, publicou uma nota de repúdio contra a música ‘Boqueira’, de Naiara Azevedo e Gil Mendes. A publicação, que aconteceu na última segunda (21), alegava que a letra da obra tratava de maneira pejorativa a profissão.

Um dos trechos da música diz: “o meu desejo é que ele pegue uma ‘boqueira’ / e que a rapariga não seja enfermeira”. A composição foi gravada pela pernambucana Gil Mendes em parceria com Naiara Azevedo.

Nos stories do seu Instagram, a pernambucana desabafou sobre a repercussão negativa. “Ouçam a canção, entendam a canção, eu estou falando exatamente o contrário”, iniciou Gil Mendes.

“Eu estou falando exatamente o contrário do que estão dizendo, eu tenho várias amigas enfermeiras, eu prestei vestibular para enfermagem”, continuou. Gil Mendes ainda se emocionou na rede social, e alegou que foi vítima da internet. Ela pediu desculpas e relembra que a música não tinha o intuito de rebaixar a profissão da enfermagem.

Enquanto isso, o Coren-PB, na nota, alegou que “a letra da música reduz o trabalho realizado pelas profissionais de enfermagem, incitando o preconceito contra as enfermeiras que exercem o papel fundamento do cuidar humano nas instituições de saúde”.

Até o momento, Naiara Azevedo ainda não se posicionou sobre a nota de repúdio. No entanto, ela restringiu os comentários em seu Instagram.

Deixe uma resposta