Polícia investiga morte misteriosa de Luizmar Damasceno, ex parceiro de Cristiano Araújo

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

O cantor Luizmar Damasceno, que fez dupla com Cristiano Araújo, estava desaparecido há 4 dias e foi encontrado morto em área de mata de Goiânia

O corpo de Luizmar de Oliveira Damasceno, de 45 anos, foi encontrado morto pela Polícia Civil na tarde de terça-feira (15), na capital goiana. O cantor, conhecido por fazer dupla com Cristiano Araújo, estava desaparecido desde a última sexta-feira (11), quando saiu de casa sem levar o celular.

– Clique aqui para receber as últimas notícias do Movimento Country no Messenger

Luizmar Damasceno foi localizado sem vida, a cerca de 6 km de onde morava, em uma área de mata do Morro do Mendanha, mesma região onde sua moto foi encontrada no dia anterior (14). O Instituto Médico Legal fará exames periciais, a fim de determinar a causa da morte.

Os especialistas em música Enio Silvério e Reinaldo Barriga, no podcast EnterHits, comentaram o triste episódio, aparentemente relacionado a uma forte depressão que o artista vinha enfrentando.

Reinaldo relembrou o parceiro famoso de Luizmar, dizendo que “ele já fez dupla com o sertanejo Cristiano Araújo, que morreu há seis anos em um acidente de carro. Todos lembram disso”, e a decepção de não ter emplacado a dupla com Cristiano pode ter desencadeado ou agravado o quadro depressivo de Luizmar.

Assuntos Relacionados

“O delegado Thiago Martiniano, responsável pelas investigações, informou que apura as circunstâncias da morte do cantor. A polícia está especulando, seguindo a linha (de investigação) de suicídio, devido ao fato de que câmeras deram flagrante dele comprando 5 metros de corda e guardando na moto”, contou Enio.

Desconfia-se, segundo palavras de seu irmão, que o cantor tenha tido um surto e procurado um local isolado para se esconder. De acordo com a designer gráfica Dayenn Bennett, ex-mulher de Luizmar, o músico faria um show no último sábado, dia 12, dia dos namorados, porém ele também não compareceu ao local da apresentação.

Enio mencionou, ainda, declarações da mãe e do irmão de Luizmar, dizendo que “ele passou a manhã ensaiando para o show no dia 12 (…) e que ele passava por um período de depressão devido ao fato de que ele tinha se separado e se encontrava sempre reclamando da profissão de músico, em relação a essa pandemia”.

Assista ao podcast logo abaixou ou clique aqui para ouvir o conteúdo na íntegra no Spotify.

Músicos enfrentam situação desesperadora durante a pandemia

(Foto: Reprodução Instagram)
(Foto: Reprodução Instagram)

Reinaldo Barriga chamou a atenção para a péssima situação em que se encontram os músicos devido à pandemia de Covid-19, uma vez que estão há quase dois anos sem trabalhar.

Enio, por sua vez, comenta conhecer muitos músicos e afirma já ser possível sentir o reflexo da pandemia na carreira artística de muitos artistas. “Os músicos estão sofrendo muito por causa dessa pandemia devido ao fato de que foram os primeiros a parar e, fatalmente, ou infelizmente, serão os últimos a reiniciar seus trabalhos”, afirmou.

“O músico, diferentemente de outros profissionais, é uma pessoa que só pensa em alegrar as pessoas, fazer sempre o próximo show, vive de aplausos. (…) É uma profissão indefesa, o músico depende do calor, da receptividade das pessoas que o acompanham”, disseram os especialistas.

“Enfim, ficam aqui os nossos sentimentos a toda a família, mas o que (o ocorrido) mostra é essa frágil situação em que se encontram todos os músicos e artistas do show business brasileiro”, lamentaram.

Sobre Enio Silvério: Radialista e comunicador desde os 17 anos. Dirigiu as maiores emissoras de rádio do Brasil, como a Transamérica, em Curitiba, Rádio 100 (CE), Rádio Cidade (RJ), Rádio Cidade (BA) a Rádio Cidade (SP) e Tupi FM (SP) que se tornaram líderes absolutas de audiência sob sua direção. Foi o responsável direto para o sucesso em todo o país dos segmentos Axé Music e Sertanejo Universitário.

Sobre Reinaldo Barriga: Um dos maiores compositores, músicos e produtores musicais do Brasil. Já assinou trabalhos de grandes artistas como Capital Inicial, Engenheiros do Hawaii, Lulu Santos, Nenhum de Nós, Camisa de Vênus, Chrystian e Ralf e recebeu dois Grammys Latino pela sua produção dos álbuns “Vida Marvada” e “Grandes Clássicos Sertanejos acústico II” da dupla Chitãozinho e Xororó.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Acreditamos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais