Milionário e José Rico são denunciados por ex bailarino e condenados pela Justiça a assinar carteira

1

Ex funcionário da dupla sertaneja Milionário e José Rico teve seus direitos trabalhistas reconhecidos pela Justiça e será indenizado

A dupla sertaneja Milionário e José Rico foi condenada recentemente na Justiça a indenizar um ex bailarino que mantinha outras funções de trabalho sem devida remuneração. Com uma média de 20 shows por mês até a morte de José Rico em 2015, que foi uma das que deixou grande saudade nos fãs sertanejos, o bailarino era responsável também por serviço pesado e sua carga horária de trabalho era desproporcional de acordo com os direitos trabalhistas da Constituição.

A Lei 6.533/78 rege justamente as condições de trabalho do meio artístico e envolvido com grandes eventos e de acordo com sua resolução, a carga do bailarino deveria ser de 6 horas diárias, no entanto, ele afirmou que se colocava à disposição da dupla Milionário e José Rico das 14h30 às 3h30, com 4h30 de intervalo apenas.

Sendo assim, foi estipulado que o ex bailarino, que não teve a identidade revelada, terá sua Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) registrada bem como receberá pagamentos atrasados e outros direitos ao qual o mesmo deveria ter tido acesso durante os serviços prestados aos sertanejos.

Assuntos Relacionados 

“Além da apresentação nos shows, ele ainda era responsável por descarregar o caminhão com os equipamentos e montagem e desmontagem do cenário, o que comprova o acúmulo de função, além de trabalhar mais do que é estabelecido pela legislação e não receber por isso, entre outras ilegalidades”, afirmou a advogada Juliana Mendonça que cuidou do caso.

Roberta Miranda revela ter sofrido machismo por sertanejos

(Foto: Reprodução Internet)
(Foto: Reprodução Internet)

Após acusar o cantor Matogrosso de querer roubar os direitos de uma de suas músicas mais famosas e alegar que ele fez o mesmo com outras artistas, a cantora sertaneja Roberta Miranda, que acusou Luan Santana de fazer harmonização facial, revelou ter sofrido machismo por grades cantores da música sertaneja.

Em uma entrevista dada recentemente, Roberta Miranda, além de expor a briga com Matogrosso devido à uma música, contou sobre o seu passado na música e alegou que já foi vítima de machismo por grandes nomes da música sertaneja, que se consolidaram no passado.

De acordo com Roberta Miranda, crescer no meio sertanejo na época foi extremamente doloroso, tendo em vista que ela foi uma das mulheres pioneiras no gênero e sofreu muito com seus colegas de profissão: “Eu enfrentei a pior época do machismo, ali era danado! Eu trabalhava com Matogrosso e Mathias, Milionário e José Rico, Ricco e Léo, com tantos outros que eram terrivelmente machistas!”, disparou, em conversa com o youtuber Renato Sertanejeiro.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Acreditamos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais