Sertanejo Marrone é o 4º eliminado do reality ‘The Masked Singer Brasil’

Marrone, da dupla com Bruno, se apresentou fantasiado de ‘Boi-Bumbá’ e chegou a cantar “Evidências” de Chitãozinho e Xororó

Após ter sido apontado como participante do reality pelos internautas, Marrone foi desmascarado no “The Masked Singer Brasil” e foi o quarto eliminado na noite da última terça-feira (31). Com 56 anos, o cantor que ainda faz dupla sertaneja com Bruno, cantou as músicas Borbulhas de Amor, de Fagner, e Evidências, de Chitãozinho e Xororó.

O palpite principal que ocasionou as mesmas opiniões veio de Simone, da dupla com Simaria, que declarou: “Eu sou o Bruno e ele o Marrone”. Na sequência, os outros jurados logo se manifestaram. “Acho que a Simone foi muito precisa. É o Marrone”, disse Tais Araújo, “É tanta certeza que todos têm aqui que vou de Marrone”, concluiu Rodrigo Lombardi.

Assuntos Relacionados 

O músico, que recentemente se envolveu em um escândalo milionário, se divertiu com toda a situação mas afirmou que ‘pegaria’ Simone e o humorista Eduardo Sterblitch, que foram os responsáveis por desvendarem sua identidade. “Prazer enorme. Isso aqui pra mim é uma grande brincadeira”, afirmou.

Em meio às provas, no entanto, Marrone chegou a dar uma dica preciosa que pode ter sido decisiva na revelação de sua participação no programa. “Viveu muitos dias de luta e agora vive de glória. É uma lenda urbana, já esteve nas paradas de sucesso e é empreendedor”, revelou ele, que ao citar “uma lenda urbana” fez alusão à canção Ligação Urbana, com o companheiro Bruno.

Em entrevista pós eliminação, Marrone cogitou que alguns jurados pudessem ajudá-lo a continuar no reality por serem seus amigos e brincou: “A sem vergonha da Simone acertou. A gente fica emocionado com a situação de alguém estar reconhecendo a gente, como a Simone me reconheceu. Assim, por ela ter me reconhecido, pensei que ela fosse deixar eu ficar. (…) Também o viad* do Edu Sterblitch, que é meu amigo sabe? Pensei ‘esses dois sem vergonhas vão me deixar ficar aqui no programa'”. 

Confira na íntegra o momento da revelação:

Marrone foi envolvido em escândalo de fraude e dívida milionária

(Foto: Reprodução Internet)
(Foto: Reprodução Internet)

Segundo informações publicadas recentemente por Leo Dias, Marrone estaria sendo processado pelo empresário Eurismar Aparecido Ferreira, um ex sócio, sob acusações de um calote milionário no valor de R$ 1,5 milhões. O processo corre na Justiça e, segundo o colunista, o sertanejo deveria esse valor após desfazer uma sociedade com Eurismar na churrascaria Favo de Mel, em Goiânia (GO).

Após o fim da parceria, ainda em 2017, os dois teriam entrado em um acordo e Marrone iria comprar a parte do seu ex sócio pelo valor de R$ 750 mil, dividido em duas parcelas, o que não aconteceu. Revoltado, Eurismar decidiu entrar na Justiça contra o parceiro de Bruno e conseguiu penhorar bens do cantor sertanejo, incluindo um jatinho milionário.

Como se já não bastasse o calote, Marrone teria transferido a titularidade do seu jatinho para uma empresa de forma ilegal, mas a aeronave já estava em poder da Justiça, o que gerou ainda mais polêmica. Leo Dias ainda complementa que Eurismar  ficou sabendo do assunto e não deixou barato: entrou com uma nova ação judicial expondo a fraude do cantor sertanejo e pedindo a anulação da transferência de titularidade do jatinho.

A defesa de Marrone chegou a se pronunciar dizendo que o jatinho não estava no poder da Justiça e então poderia ser transferido, e também alegou que Marrone não teria como pagar as despesas processuais devido à crise: “Em razão da pandemia, a atividade laboral do embargante (Marrone) foi diretamente comprometida, o que consequentemente refletiu em seus rendimentos mensais”.