Marília Mendonça desbanca Paula Fernandes e leva o Grammy de Melhor Álbum Sertanejo

2

Os fãs da cantora sertaneja Marília Mendonça comemoraram mais uma conquista da rainha da sofrência: o Grammy Latino na categoria Melhor Álbum Sertanejo

Não há dúvidas que 2020 é o ano da cantora sertaneja Marília Mendonça! Depois de conquistar o público com seu mais novo trabalho “Todos os Cantos”, a “rainha da sofrência” conquistou o seu prêmio Grammy Latino nesta quinta-feira (14).

A sertaneja venceu na categoria Melhor Álbum Sertanejo, a cantora desbancou os brasileiros Paula Fernandes e Luan Santana com o projeto musical “Todos os Cantos“.

Com apenas 24, Marília possui quatro álbuns lançados, incluindo o que levou a cantora à vitória. Nas redes sociais, ela comemorou o feito!

“Gente????? Onde estou???? Como assim? Quem eu sou? Tá zoando, né?”, escreveu ela em uma primeira publicação.

“Um GRAMMY? Né pussivi (sic). Gente, pera que eu to em shok”, continuou, sem acreditar no resultado.

Quase meia hora mais tarde, voltou às redes e agradeceu: “Gente, não é possível ganhar um filho lindo amor da vida da mamãe e um grammy no mesmo ano, é? Acho que eu estou sonhando”.

Marília está no início do sétimo mês de gestação à espera de, Leo, seu primeiro filho. O menino é fruto de seu namoro com Murilo Huff, e deve chegar ao mundo no início de 2020.

Todos os Cantos é um projeto musical da sertaneja, que trata-se de uma turnê pelo Brasil onde ela faz shows surpresas em diversas cidades do país, sempre apresentando uma música inédita. Do álbum, saíram os singles Ciumeira e Supera.

Marília Mendonça passa a perna no Gusttavo Lima

No Brasil, ninguém supera Marilia Mendonça, que ocupa, na mais recente lista do Spotify, a posição de número 32 entre a inglesa Dua Lipa e o canadense Justin Bieber. A cantora brasileira recebeu da plataforma 4,2 milhões de dólares, o equivalente a 16,8 milhões de reais.

Spotify é, atualmente, a principal referência de sucesso na música mundial. É através desta plataforma, com o número de músicas baixadas, que é possível saber o sucesso e o movimento das canções junto ao gosto do público, e, lógico, quanto o artista está lucrando com isso.

Há dois anos, com apenas três anos de carreira como cantora e 24 de idade, Marilia já era, em números, a maior cantora e compositora do país. Hoje, a liderança permanece. Ela começou a compor aos 12 anos de idade, mas demorou muito a ter uma chance como cantora por considerarem que ela estivesse “fora dos padrões”. Atualmente, todas as grandes duplas sertanejas do Brasil têm sucessos escritos por Marilia.

2 Comentários
  1. Luciana Diz

    Parabéns

  2. Bruno Diz

    Minas nunca deu valor ao que é de Minas. Quem venceu foi por força própria.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.