Lucas Lucco é condenado por plágio na música “Mozão” e se envolve em polêmica

0
22
Lucas Lucco é condenado por plágio na música
Lucas Lucco é condenado por plágio na música "Mozão" e se envolve em polêmica (Foto: Reprodução Internet)

Lucas Lucco perdeu disputa judicial por plágio na música “Mozão“, seu grande sucesso, e terá que pagar uma bolada de indenização para compositor

Deu ruim para Lucas Lucco! O cantor sertanejo, que recentemente teve dívida exposta por ex-BBB, se viu envolvido em uma disputa judicial por causa de uma das suas músicas de maior sucesso: “Mozão”. O compositor Gabriel Banderas processou o cantor por plágio de uma de suas músicas e venceu o processo, o que resultou na condenação de Lucas Lucco.

Lucas Lucco, que despontou na última década como um dos artistas mais promissores do gênero, terá que pagar R$ 104 mil ao compositor, se diz inocente e chegou a utilizar suas redes sociais para fazer um desabafo após a condenação judicial.

Os especialistas em música Enio Silvério e Reinaldo Barriga, no podcast EnterHits, comentaram a condenação de Lucas Lucco por plágio e contam que, segundo o processo, o hit “Mozão”, de 2014, seria uma cópia de uma composição de Banderas chamada “Eu cuido de você, você cuida de mim”, que tem registro desde 2008.

“Na internet, a condenação dividiu opiniões do público, onde muitos alegaram que o trecho da música é algo comum, mas não é bem isso que a justiça entendeu. Lucas Lucco, por sua vez, se pronunciou sobre a condenação e disse que não sabia da composição de Gabriel. Aproveitou para pedir desculpas ao compositor e deixou bem claro que pagaria o valor”, contou Enio. .

Os especialistas concordam que “é muito dinheiro”, e Reinaldo comenta que, para haver condenação em casos de plágio, “não precisa de uma prova técnica, apenas a aplicação direta da lei em relação à originalidade dos versos”,  conforme o advogado Luiz Eduardo Cardoso, especialista em processos desse tipo.

Assuntos Relacionados

Ainda segundo Reinaldo, “para o Lucas Lucco evitar uma condenação nesse caso, ele teria que afastar a originalidade, mostrando que estes versos foram utilizados por outros artistas em outras músicas”. Enio complementou, dizendo que Lucco “teria que provar que esses versos foram usados em outras músicas antes de ele usar”.

“Tem uma curiosidade aí que esta música (de Banderas) foi gravada por uma grande dupla sertaneja”, contou Enio. “Exatamente, foi em 2008. Ele fez primeiro, o Gabriel fez (a música) primeiro, a música foi gravada pelo João Mineiro e Marciano, então ele (Gabriel) tem mais uma prova”, relatou Reinaldo.

Assista ao podcast logo abaixou ou clique aqui para ouvir o conteúdo na íntegra no Spotify, incluindo um trecho da música original.

Depressão pode ter arruinado carreira de Lucas Lucco

(Foto: Reprodução/Internet)
(Foto: Reprodução/Internet)

Enio Silvério comenta que conhece Lucas Lucco desde o início de sua carreira e relembra: “O Fernando (da dupla com Sorocaba) me ligou e falou: “eu tenho um grande cantor acontecendo ali na região de Minas e quero trazer ele para São Paulo. Ouve aí para você dar um OK. Eu dirigia a Rádio Tupi FM de São Paulo e falei, gostei muito deste cantor. E o Sorocaba o contratou para a FS”.

“Depois, ele foi contratado para a televisão, ele trabalhou naquela novela para adolescentes no final das tardes, (…) e começou a ter muito trabalho, porque era show e gravação de Malhação, e ele entrou em depressão e tinha alguns problemas que tinha que tratar o Lucas Lucco”, disse o especialista.

“Um grande cara, um ser humano maravilhoso, (…) é um cidadão de bem e ficou muito magoado com essa decisão da justiça, mas teve que reconhecer que foi um plágio e está pedindo desculpas ao compositor. Eu acho que cabe a aceitação da desculpa e está tudo bem (…). Não é o primeiro caso de plágio na música, virão outros e vida que segue”, afirmou Enio.

Sobre Enio Silvério: Radialista e comunicador desde os 17 anos. Dirigiu as maiores emissoras de rádio do Brasil, como a Transamérica, em Curitiba, Rádio 100 (CE), Rádio Cidade (RJ), Rádio Cidade (BA) a Rádio Cidade (SP) e Tupi FM (SP) que se tornaram líderes absolutas de audiência sob sua direção. Foi o responsável direto para o sucesso em todo o país dos segmentos Axé Music e Sertanejo Universitário.

Sobre Reinaldo Barriga: Um dos maiores compositores, músicos e produtores musicais do Brasil. Já assinou trabalhos de grandes artistas como Capital Inicial, Engenheiros do Hawaii, Lulu Santos, Nenhum de Nós, Camisa de Vênus, Chrystian e Ralf e recebeu dois Grammys Latino pela sua produção dos álbuns “Vida Marvada” e “Grandes Clássicos Sertanejos acústico II” da dupla Chitãozinho e Xororó.