Wesley Safadão é investigado pela polícia após aglomeração em live

Revolta causada em internautas que chamaram atenção para aglomeração nos bastidores da live de Wesley Safadão fez MP abrir investigação

As aglomerações presentes em bastidores de lives sertanejas tem aumentado cada vez mais e isso acaba gerando revolta, considerando que a pandemia continua descontrolada no país. Dessa vez, Wesley Safadão que alcançou mais de 1 milhão e meio de visualizações em sua transmissão com tema de festa junina com a participação de Juliette, fez com que o Ministério Público Estadual da Paraíba abrisse investigação para apurar descumprimento de protocolos sanitários em Campina Grande (PB).

O município que está em bandeira vermelha teve uma audiência judicial marcada para discutir as condições impostas para atrações que venham a se apresentar na cidade pelo modo remoto. A Promotora do caso, Adriana Amorim de Lacerda, que atua da defesa da saúde em Campina Grande, esteve presente na reunião recente por videoconferência, que se fez necessária após a atração de Safadão.

A rainha dos cactos e campeã do BBB 21, Juliette Freire, não se pronunciou sobre o caso. Nas redes sociais, ela que já acumula mais de 30 milhões de seguidores, sempre faz questão de alertar para o uso de máscaras, álcool em gel e distanciamento mas, não escapou das críticas por ter feito parte do evento que ainda contou com Israel e Rodolffo, Alceu Valença e Tirulipa.

Assuntos Relacionados 

Casa de shows na Paraíba acata pedido do MP após live de Wesley Safadão

(Foto: Reprodução/Instagram Wesley Safadão)
(Foto: Reprodução/Instagram Wesley Safadão)

O Ministério Público Estadual da Paraíba (MPPB) abriu uma investigação para apurar aglomeração gerada em live junina de Wesley Safadão, já que o município de Campina Grande (PB) está na bandeira vermelha devido ao agravamento da pandemia. A casa de shows onde tudo aconteceu recebeu novas atrações na última sexta-feira (25), mas antes precisou se comprometer a seguir protocolos sanitários mais rigorosos.

Matheus e Kauan, Dorgival Dantas e Jonas Esticado se apresentaram após a empresa ter acatado medidas impostas como permitir apenas a presença dos artistas e suas equipes além dos produtores. Sendo assim, foi proibido que celebridades ou convidados estivessem acompanhando o show nos bastidores.

Além de exigir um encaminhamento via e-mail dos protocolos sanitários à Promotoria, o Ministério Público ainda alertou órgãos fiscalizadores como a Vigilância Sanitária de Lagoa Seca e a Polícia Militar, para que esses fizessem cumprir a legislação exigida pela Justiça para realização do evento.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Acreditamos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais