Justiça proíbe o rodeio na Festa do Peão de Barretos

Barretos na mira da justiça! - Promotor proíbe rodeio com animais na Festa do Peão de Barretos 2019
0 611

Justiça determinou a proibição da realização de provas com animais, que eram maltratados em público

O Tribunal de Justiça de São Paulo manteve o seu parecer sobre a proibição do rodeio com animais de 2016, para a Festa do Peão de Barretos. A decisão foi tomada por unanimidade.

As provas de laço sempre foram foco de críticas em todo o país devido o sofrimento que os animais passam para entreter o público. Na prova do peão, os bois têm sua virilha amarrada, de forma que ele entra em desespero com o aperto na região e por isso fica pulando no espaço das ‘apresentações’, fazendo com que pareça bravo, quando na verdade só está desesperado com a dor.

Em vários municípios paulistas já existem leis que proíbem os rodeios, bem como o uso de animais em circos há alguns anos. As provas com bois ou cavalos em rodeios e eventos do tipo, ferem o preceito constitucional que determina que os animais não devem ser expostos a nenhum tipo de crueldade e que cabe ao poder público, sociedade e cidadãos preservar pela proteção da flora e fauna, incluindo-se os animais domésticos e selvagens.

Organizadores do evento bem como pessoas que cresceram ‘apreciando’ o sofrimento dos animais nos rodeios alegam que a decisão fere a manifestação cultural de um povo, entretanto, o magistrado argumentou com um parecer oficial da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo, de que o animal passa por evidente sofrimento para entreter o público e que uma manifestação cultural não pode ser justificada com a submissão de animais a tamanha crueldade.

Para finalizar, o desembargador e relator da ação, Péricles Piza, deixou claro que retirar os animais desse tipo de ambiente hostil em nada alterará os lucros da Festa do Peão, uma vez que a maioria das pessoas que comparecem ao local estão interessadas nos shows e comidas típicas vendidas em torno do local. Sendo assim, decisão tomada, mais uma cidade brasileira livre dos maus tratos de animais em rodeios e que isso sirva de exemplo para outras cidades.

Festa Do Peão De Barretos foi multada pelo Ministério do Trabalho

Festa do Peão já foi autuada por condições de trabalho irregular
Festa do Peão já foi autuada por condições de trabalho irregular

Como se não bastasse a proibição de rodeios com animais, no ano passado oMinistério do Trabalho mandou suspender por causa de irregularidades, os trabalhos na Festa do Peão de Barretos, no interior de São Paulo

Na ocasião, os auditores encontraram uma série de irregularidades que colocavam em risco a saúde e a segurança dos trabalhadores. Foi verificado, por exemplo o uso de andaimes sem os requisitos mínimos de segurança e de tendas de lona montadas a 10 metros do solo sem a adequação para o trabalho em altura.

O auditor-fiscal do trabalho Magno Riga, que coordenou a ação, comentou que a interdição se deu por falta de segurança: “verificamos que havia na montagem das estruturas diversas irregularidades que acabavam expondo os trabalhadores a graves riscos”.

Magno Riga explicou que agora a organização do evento pode recorrer da interdição ou fazer os ajustes para que o local seja vistoriado novamente e liberado, se tudo estiver certo.

Além do Parque do Peão, os auditores interditaram o alojamento onde estavam 12 trabalhadores do Ceará. O local não possui banheiros, refeitório e tem instalações elétricas improvisadas.

A organização do evento declarou que vai cobrar explicações das empresas terceirizadas envolvidas na montagem das estruturas.

A Festa do Peão de Barretos ocorre desde 1956 e é um dos eventos mais tradicionais do gênero no Brasil.

Comentários
Loading...