Justiça se nega a cancelar a Festa do Peão de Barretos e gera revolta

0

Maior festa de rodeio do Brasil, a Festa do Peão de Barretos pode não acontecer este ano pelo avanço da pandemia no país, mas a justiça se nega a cancelar

A Associação de Defesa da Cidadania de Barretos protocolou, no mês passado, uma ação civil requerendo o cancelamento da Festa do Peão de Barretos deste ano, em virtude da pandemia da Covid-19. A ação requer ainda a devolução dos valores dos ingressos já comprados, como aconteceu com a Expolondrina, no entanto, o Tribunal de Justiça negou o pedido.

+ Acompanhe as últimas notícias do Movimento Country no Instagram

O evento, que aconteceria em agosto deste ano, precisou ser remarcado para o fim de outubro devido à pandemia de Coronavírus. No entanto, devido aos crescentes números da doença no país, o pedido de cancelamento foi protocolado pois, segundo o advogado responsável pela ação, “A festa acontece na contramão das medidas e orientações médicas e científicas”. 

O resultado do requerimento, protocolado em junho, saiu na última semana. Surpreendentemente, o Tribunal de Justiça de São Paulo negou o pedido e afirmou que “não há requisitos legais que autorizem a medida do cancelamento, sendo descartado, portanto, o perigo de dano iminente, já que o evento acontecerá apenas no final de outubro.

Procurada, a Associação Os Independentes, organizadores da Festa do Peão de Barretos, informou que aguarda a decisão da Justiça: “Na demanda originária, o pedido de liminar foi indeferido, determinando a manifestação do Ministério Público. A organização do evento esclarece ainda que a realização da Festa seguirá as determinações das autoridades competentes”.

O evento acontece durante os dias 28 de outubro a 2 de novembro deste ano e tem apresentações de Gusttavo Lima, Simone e Simaria e muito mais. A decisão da Justiça de não cancelar o evento (até o momento) gerou revolta nas redes sociais e em órgãos públicos. Confira abaixo.

Leia também

Decisão da Justiça gera revolta

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Desde a divulgação do resultado do requerimento para o cancelamento da Festa do Peão de Barretos de 2020, as redes sociais se movimentaram de mensagens de ódio e indignação com a decisão dos superiores. A imprudência da Justiça em manter o evento com os casos de Covid-19 batendo recordes no Brasil é o maior motivo de críticas.

– Siga o Movimento Country: Google News | Instagram | Twitter | YouTube | Facebook

Além da revolta da internet, os organizadores do requerimento também não ficaram satisfeitos. O advogado responsável pela ação, Noel da Silva Santos, declarou que “Não existe nenhuma segurança que garanta que aqueles que preferirem se aventurarem ir a festa de não se contaminarem”. 

No último dia 7 de julho, a Associação entrou com outro recurso agravado contra a decisão da Justiça em manter a Festa do Peão de Barretos. Caso o pedido seja aceito, o evento pode ser cancelado pela primeira vez em 65 anos.

Deixe uma resposta