Júliano Cézar morre durante show e choca fãs presentes, relembre a tragédia

Durante um show no Paraná, o cantor Juliano Cézar sofreu uma morte súbita, deixando todos os presentes chocados

Hoje, dia 31, completa um ano de uma das maiores tragédias da música sertaneja: Juliano Cézar morreu após sofrer uma parada cardiorrespiratória durante um show em Uniflor, Paraná (PR).

Acompanhe as últimas notícias do Movimento Country no Instagram

O cantor, também conhecido como “cowboy vagabundo“, chegou a ser socorrido pela equipe médica do SAMU, mas não resistiu.

Juliano Cézar ganhou fama inicialmente pela canção “Não aprendi dizer adeus“, que logo foi regravada pela dupla Leandro e Leonardo, mas consagrou muitos outros sucessos, como “Cowboy Vagabundo”, “Rumo a Goiânia” e “Bem aos Olhos da Lua”.

Por seu álbum “Vida de Peão”, Juliano foi indicado ao Grammy Latino em 2001, além de ter dividido palco com inúmeros artistas sertanejos de grande porte.

O vídeo com o momento exato do ocorrido pode ser visto abaixo:

Leia mais

Relembre outras tragédias da música sertaneja

(Foto: Internet)
(Foto: Internet)

Infelizmente, muitos outros artistas sofreram graves acidentes durante sua carreira e vários desses também não sobreviveram, assim como Juliano Cézar.

Siga o canal do Movimento Country no YouTube

Cristiano Araújo foi um dos artistas que mais comoveu o Brasil com a notícia de sua morte, o irmão de Felipe Araújo era uma das maiores apostas sertanejas, até que, em 24 de junho de 2015, sofreu um grave acidente de carro. Ele deixou para trás uma carreira promissora e muitas dívidas.

Outro que faleceu em um acidente foi Henrique Silva, dupla Netto, que sofreu um traumatismo craniano. Após vinte e dois dias internado, o jovem de apenas 22 anos não resistiu.

Zezé Di Camargo, antes de cantar com Luciano, dividia os palcos com Emival, seu irmão que faleceu também em um acidente com apenas 11 anos de idade. Com incentivo do pai, Zezé continuou a sua carreira.

Hoje conhecido por sua carreira cheia de sucessos, Leonardo já fez parte de uma dupla com seu irmão, Leandro faleceu em 1998 em decorrência de um câncer raro no pulmão.

 

 

 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Acreditamos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais