O maior site sertanejo do Brasil

Henrique e Diego lançam clipe do sucesso “Das 9 às 6”

0 116

A dupla Henrique e Diego lançam o primeiro video clipe da carreira “Das 9 às 6“, com direção de Bruno Fioravanti.

Henrique e Diego lançou o clipe da faixa “Das 9 às 6”, com participação dos youtubers Cocielo e Tata.

Com direção de Bruno Fioravanti, a produção, que é o primeiro clipe da carreira dos sertanejos. O clipe conta a história da lua de mel dos dois influencers que se casaram em março deste ano.

A produção se passa em um cenário de fazenda e aposta no romantismo do casal protagonista.

Lançada em dezembro, “Das 9 às 6” tem uma conta com mais de 10 milhões de streams nas plataformas digitais.

O primeiro EP da carreira de Henrique e Diego mostra um lado mais maduro do duo. Os amigos  investem em um som com mais elementos eletrônicos, loopings e navega por vários estilos musicais.

Dudu Borges, conceituado produtor do meio, é um dos responsáveis por trazer esse acento à música da dupla.

O sucesso da dupla mato-grossense vem de uma destacada trajetória na música sertaneja em quase 15 anos de carreira, com hits como “Suíte 14”, a música mais tocada de 2015, “Raspão”, “Senha do Celular”, “Esqueci Você” e “Malbec”. Henrique e Diego já trabalharam com nomes de sucesso, como Simone & Simaria, Matheus & Kauan e MC Guimê. Eles se preparam para lançar o segundo EP da carreira ainda este ano.

Henrique e Diego processam o ex-empresário

Henrique e Diego viveram um pesadelo devido às ações do empresário da dupla.

Com cachê na casa de R$ 100 mil a R$ 120 mil, o salário mensal da dupla era de apenas R$ 25 mil.

Foi isso que levou Henrique e Diego  a entrar judicialmente contra a Dut’s Promoção. A empresa era  responsável por agenciar e vender shows musicais, de propriedade do empresário Eduardo Maluf.

De acordo com o que foi confirmado por uma fonte da reportagem – que não será identificada por motivos óbvios, o trabalho da dupla era quase escravo.

Henrique e Diego, apesar de estourarem, eram assalariados com ganhos de R$ 25 mil mensais. Parece muito, mas cada show deles passava de R$ 100 mil. O contrato foi rompido após ajuda judicial. A informação é que as despesas eram de 80% do que eles ganhavam”, confirmou uma pessoa próxima à dupla.

Segundo apurado pela reportagem do site Top Midia Mix, o processo já está ajuizado e a dupla entrou com pedido de liminar para continuar trabalhando.

Entre os problemas que teriam sido descobertos, seria a falta de repasses de royalties da gravadora para a dupla, valores que chegam até 25% do que é arrecadado. Também há suspeitas de superfaturamento das despesas com produção e shows.

Comentários
Loading...