Gusttavo Lima é proibido pela Justiça de cantar música e pode perder fortuna para compositor após fraude

Processado por compositor, Gusttavo Lima é proibido de cantar um dos seus maiores sucessos e pode perder R$ 15 milhões após fraudar música

Gusttavo Lima se envolveu em mais uma polêmica com compositor após chocar o público com o valor da sua Ferrari luxuosa e se revoltar contra a Globo por ser proibido de beber em live. Dessa vez, o sertanejo foi proibido de cantar um dos seus maiores sucessos e pode perder verdadeira fortuna para compositor.

–  Acompanhe as notícias do Movimento Country no Instagram

De acordo com informações do Balanço Geral, uma decisão da Justiça proibiu Gusttavo Lima de cantar a música “Que Mal Te Fiz Eu” após fraudar letra de música do compositor português Ricardo Landum, que o processa em R$ 15 milhões.

Na ocasião, o cantor sertanejo teria pedido para regravar o sucesso do compositor e ganhado autorização, mas com a única exigência de não mexer na letra da música, o que não aconteceu, ou seja, Gusttavo Lima tirou uma parte da letra sem autorização de Ricardo e foi processado por esse motivo:

“Entramos com ação para que Gusttavo Lima sessasse a utilização da música por ele ter infringido uma autorização que tinha sido dada, porque o Ricardo realmente autorizou a utilização da música, desde que ela não fosse alterada. Ao contrário do combinado, o Gusttavo alterou a música e tirou uma estrofe importante da música e utilizou ela por um bom tempo”, explicou.

“(Antigamente) conseguimos uma tutela de urgência que proibiu o Gusttavo de utilizar a música e mesmo assim ele continuou usando, o que gerou uma multa de R$ 3 milhões, tanto ele quanto a Som Livre foram condenados a pagar danos morais e materiais para o Ricardo. A condenação hoje está em torno de R$ 12 a R$ 15 milhões”, disparou.

Leia também

Sertanejo pode ter bens penhorados em processo

(Foto: Reprodução Internet)
(Foto: Reprodução Internet)

O compositor André Luiz Gonçalves da Silva, conhecido como De Lucca, entrou na Justiça com um pedido de penhora de bens de Gusttavo Lima após ter composição de uma de suas músicas fraudadas pelo Embaixador.

“Entramos com um novo processo por imoralidade, por entender que ele vem tentando ganhar tempo, enrolando e usando até meios da constituição. Mas recentemente ele foi notificado desse novo processo”, começou, contando a que se referia o processo de 10 milhões de reais.

“Nosso próximo passo é pedir a penhora dos bens do cantor Gusttavo Lima. Estamos tentando resolver essa situação, que já está sendo desagradável e tem um tempo que estamos tentando resolver”, disparou.

– Confira as notícias do Movimento Country no YouTube

Caso o pedido se concretize, De Lucca pode tirar R$ 30 milhões de Gusttavo Lima. As propriedades do cantor, tais como seu iate, jatinho e até a mansão faraônica estão correndo risco com essa atitude.

Confira no YouTube as últimas notícias do Movimento Country:

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More

Privacy & Cookies Policy