Gusttavo Lima exige o fim do isolamento social e gera revolta: “Vá trabalhar!”

7

Em entrevista a Leo Dias, Gusttavo Lima defende o fim do isolamento social e o retorno imediato ao trabalho, mesmo em meio à pandemia, e gerou polêmica

Gusttavo Lima concedeu uma entrevista para o jornalista Leo Dias na semana passada e voltou a dar algumas declarações polêmicas. O cantor, que gerou aglomerações durante a atual crise sanitária e fez um show para 500 pessoas no Copacabana Palace, chegou a atribuir as cobranças e críticas ao que chamou de “geração mimimi”.

– Clique aqui para receber as últimas notícias do Movimento Country no Messenger

Além disso, o sertanejo, que alegou não ser milionário, falou sobre o fato de que algumas pessoas não podem ficar em casa, já que precisam do sustento básico para sobreviver, e declarou: “Se você tem dinheiro, você se cuide, fique em casa. Se você precisa de dinheiro, vá trabalhar!”.

Os especialistas em música Enio Silvério e Reinaldo Barriga comentam o ocorrido no podcast EnterHits e questionam o que estaria havendo com  Gusttavo Lima para começar a aconselhar as pessoas a sair de casa e comentam que a declaração polêmica pode ser resultado da pressão do entrevistador, em busca de conteúdo de impacto.

Assuntos Relacionados

Enio Silvério comentou que conhece o sertanejo desde o início de sua carreira e que Gusttavo Lima tem um coração imenso e, segundo o especialista, “Ele está sendo muito cobrado nessa pandemia, e nós temos que perdoá-lo de algumas declarações. É claro que ele quer o povo trabalhando e ganhando dinheiro para comprar ingressos para ir aos seus shows”.

Por outro lado, Enio argumentou que, “quando o cidadão está em estado grave, com vírus da Covid-19, e não tem atendimento mínimo na sua cidade, como um suporte de oxigênio, liga para quem? (…) A questão não é ficar em casa ou sair de casa, a questão é caso você for contaminado, alguém da sua família (…) e não tiver como recorrer a um hospital que tenha oxigênio quando falta o ar”. 

Sobre Enio Silvério: Radialista e comunicador desde os 17 anos. Dirigiu as maiores emissoras de rádio do Brasil, como a Transamérica, em Curitiba, Rádio 100 (CE), Rádio Cidade (RJ), Rádio Cidade (BA) a Rádio Cidade (SP) e Tupi FM (SP) que se tornaram líderes absolutas de audiência sob sua direção. Foi o responsável direto para o sucesso em todo o país dos segmentos Axé Music e Sertanejo Universitário.

Sobre Reinaldo Barriga: Um dos maiores compositores, músicos e produtores musicais do Brasil. Já assinou trabalhos de grandes artistas como Capital Inicial, Engenheiros do Hawaii, Lulu Santos, Nenhum de Nós, Camisa de Vênus, Chrystian e Ralf e recebeu dois Grammys Latino pela sua produção dos álbuns “Vida Marvada” e “Grandes Clássicos Sertanejos acústico II” da dupla Chitãozinho e Xororó.

Assista ao podcast logo abaixou ou clique aqui para ouvir o conteúdo na íntegra no Spotify.

Gusttavo Lima rebateu duramente as críticas da “geração mimimi”

(Foto: Reprodução/Divulgação)
(Foto: Reprodução/Divulgação)

Durante a entrevista a Léo Dias, além de aconselhar aos fãs que retornem ao trabalho, mesmo em meio à grave crise sanitária que vive o país, Gusttavo Lima disse não se preocupar com as críticas recebidas de quem chamou de “geração mimimi”. 

O sertanejo afirmou que deve satisfação somente àqueles que o amam e às pessoas que compram ingressos para seus shows, e reclamou de falta de liberdade de expressão.

Já em relação à volta dos shows no Brasil, o embaixador do sertanejo acredita que as apresentações presenciais podem voltar ainda no fim deste ano ou no início do ano que vem, considerando o atual ritmo da vacinação contra a Covid-19 no Brasil.

Confira fotos do novo condomínio milionário que tem Gusttavo Lima como primeiro comprador:

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Acreditamos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais