O maior site sertanejo do Brasil

Filho de Johnny Cash produz álbum de tributo a seu pai

0 32

O ícone da música country Johnny Cash acaba de ser homenageado com um álbum raro de músicos famosos, produzido pelo seu filho John Carter Cash. Johnny Cash e sua mulher morreram no ano passado.

O álbum \”The Unbroken Circle — The Musical Heritage of the Carter Family\” vem repleto de canções cantadas em diversos estilos, mas sempre com raízes na região dos montes Apalaches.

   O casamento de Johnny Cash, em 1968, com June Carter uniu talentos familiares extraordinários que estão evidentes neste álbum de homenagem, lançado na terça-feira pelo selo Dualtone.

   As faixas do álbum trazem Emmylou Harris e as Peasall Sisters apresentando \”On the Sea of Galilee\”, George Jones com \”Worried Man Blues\”, Sheryl Crow com \”No Depression in Heaven\”, Rosanne Cash com \”The Winding Stream\” e outros.

   Johnny Cash aparece no álbum, que tem 15 faixas, cantando \”Engine One-Forty-Three\”, e June Carter Cash está presente com \”Hold Fast to the Right\”.

   Aos 33 anos, John Carter Cash é um homem calmo, mais alto do que seu famoso pai, com quem guarda pouca semelhança facial. Ele trabalha quase diariamente no Cash Studio, perto da mansão que pertenceu a seu pai. John Cash, filho, mergulhou na arte de fazer música enquanto seu pai ainda estava vivo e usava o estúdio para muitas de suas gravações.

   O estúdio se tornou ainda mais importante a partir de 1986, quando, aos 54 anos de idade, a CBS abandonou Johnny Cash em função da queda em suas vendas, apesar de seus 28 anos de carreira, de suas dezenas de grandes sucessos, de suas turnês mundiais e da enorme fama de seu nome.

   Johnny Cash reagiu ao desprezo dos empresários musicais de Nashville unindo-se ao produtor de Los Angeles Rick Rubin, conhecido como produtor de bandas de rap, rock e heavy metal. O resultado foi uma sequência de prêmios para o artista, incluindo Grammy em 1994 e 1997.

   CABANA SIMPLES ABRIGA ESTÚDIO

   John Carter Cash mostra a moderna sala de controle e a câmara de eco onde muitos músicos gravaram suas contribuições para \”The Unbroken Circle\”, depois de enfrentarem a estradinha esburacada e repleta de pedras que leva até a cabana de madeira que abriga o estúdio.

   Como seu pai, John Cash acredita na liberdade artística, permitindo aos músicos \”dar sua interpretação própria\”, diz ele, como antídoto à ação dos produtores que exercem controle rígido sobre as gravações.

   \”Meus pais me ensinaram lições muito importantes\”, diz ele. \”Aprendi que é preciso continuar a se desenvolver e avançar sempre, mesmo que isso nem sempre seja fácil.\”

   Ainda chocado pela morte de seus pais com poucos meses de distância um do outro, no ano passado, John Carter carrega a responsabilidade de ajudar a organizar um leilão do espólio deles.

   Cerca de 780 lotes de objetos da família Cash, valendo milhares de dólares, serão oferecidos em leilão pela Sothebys, em Nova York, entre 14 e 16 de setembro, incluindo troféus, guitarras, discos de ouro e roupas usadas no palco.

   \”Meus pais decidiram fazer esse leilão para evitar os problemas que a morte de outras celebridades causaram entre seus herdeiros\”, disse John Cash.

   \”Não vamos colocar tudo em leilão. O leilão vai cobrir apenas um terço do espólio, mas precisamos desse dinheiro para pagar os impostos sobre a herança. E há objetos até demais para vender.\”

   AS BOTAS FAVORITAS

   Johnny Cash comprou a grande mansão de pedra e vigas de madeira, situada num terreno de 69 hectares em um subúrbio de Nashville, em 1967. A propriedade também está à venda.

   \”Antes de morrer, meus pais deram a cada um de nós, seus filhos, artigos especiais que tinham um significado para cada um individualmente\”, conta John Carter, falando dos presentes dados por seus pais aos filhos deles de casamentos anteriores.

   Mesmo assim, não foi fácil selecionar os artigos que irão a leilão. Estão incluídos sete dos 13 Grammys recebidos por Johnny Cash, o troféu Lifetime Achievement Award do Kennedy Center, que ele recebeu em 1996, um Rolls Royce Silver Spur de 1981, cartas e letras de música escritas à mão, fotos, cartazes de shows e memorabília originais da família Carter.

   Folheando o catálogo da Sothebys, John Carter pára diante da foto das botas de couro de crocodilo, até os joelhos, feitas sob medida, que Johnny Cash usava em suas apresentações na TV CBS.

   \”Eram suas botas favoritas. Me lembro de observá-lo riscando as solas com um canivete, para que não escorregasse em cima do palco.\”

loading...
Comentários
Loading...