Confira fotos da fazenda luxuosa de Amado Batista que está à venda

Confira fotos da fazenda luxuosa do cantor sertanejo Amado Batista que está à venda por R$ 350 milhões de reais, após decreto de falência.

Muitos sertanejos precisaram diminuir seus gastos em decorrência da pandemia do Covid-19, e com o veterano Amado Batista não foi diferente. Após chocar o público com o anúncio da venda de suas fazendas Sol Vermelho e Buritizal, o sertanejo coloca os imóveis à venda por R$ 350 milhões de reais. O cantor, no passado recebeu uma multa de R$ 1 milhão do IBAMA, ainda em 2014, por causa do desmatamento no município de Cocalinho.

+ Acompanhe as últimas notícias do Movimento Country no Instagram

Por essa razão, o cantor e compositor com 44 anos de carreira na música brasileira, anunciou que suas duas fazendas estão à venda no valor de R$ 350 milhões nos sites imobiliários. Sendo localizadas na região do Rio Araguaia, uma das casas possuem 11 quartos enquanto a outra, 4 quartos.

Após vazamento de um áudio do sertanejo, Amado Batista conta alguns dos atributos existentes nas duas fazendas. Os imóveis possuem campo de futebol, churrasqueira, quatro pistas de pouso de avião e lagos com direito a pesca. E para quem pensa em comprá-las, as fazendas vêm equipadas de um caminhão, nove tratores e uma retroescavadeira e uma casa que comporta 40 funcionários.

Localizada em Cocalinho (MT), a fazenda que tema da música “Sol Vermelho” que o cantor fala sobre saudade da sua terra, tem 35 mil hectares e 20 mil cabeças de gado.

Leia também

Confira aqui as fotos da fazenda luxosa do sertanejo Amado Batista no valor de R$ 350 milhões:

Sertanejos passam por crise financeira e deixam funcionários na sarjeta

(Foto: Internet)
(Foto: Internet)

crise financeira se instaurou no ramo do entretenimento após a paralisação dos shows e fez cantores sertanejos tomarem atitudes drásticas, como desapegar de seus bens materiaisvender mansões milionárias e deixar funcionários na sarjeta em plena crise com a demissão em massa que deixou famílias sem ter uma fonte de renda.

No último ano, vários artistas optaram por demitir seus funcionários sob a justificativa de que daria para eles a oportunidade de receber seus direitos trabalhistas e, assim, terem uma renda na pandemia: seguro desemprego, FGTS e o próprio auxílio emergencial entraram nas desculpas.

Entre o time de artistas de peso que demitiram seus funcionários, Naiara Azevedo se destaca com 140 funcionários colocados na rua. A cantora sertaneja, que participou de almoço com Bolsonaro para pedir socorro ao ramo do entretenimento, chegou a alegar que recontrataria os funcionários da NA Produções em setembro com a volta dos shows, mas ainda estamos paralisados.

+ Ouça os principais lançamentos sertanejos no Spotify

Marília Mendonça foi outra que optou por demitir seus funcionários. A sertaneja, que vinha de uma paralisação por causa do nascimento de seu filho, resolveu dispensar cerca de 30 funcionários devido a crise financeira instaurada pelo tempo que ficou sem se apresentar ao vivo. A rainha das lives, como está conhecida pelo seus recordes de público, gerou polêmica com a demissão por ter se consagrado como uma das que mais faturaram na pandemia, mesmo sem shows.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Acreditamos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais