Quais as melhores parcerias de Marília Mendonça? Veja a lista e se surpreenda

70

Marília Mendonça foi a rainha das parcerias musicais e cantou com artistas de vários ritmos, mas nem todas as mais conhecidas são as melhores

Desde a morte chocante de Marília Mendonça em um trágico acidente aéreo,  muito tem sido escrito sobre ela, sua vida pessoal e sobre a vasta obra que ela deixou. A cantora que deve ganhar as telas do cinema em 2023, já se transformou na número 1 do mundo, batendo diversos recordes mundiais no Spotify. Mergulhando nessas canções, cada vez mais acredito que as melhores músicas da cantora não eram, necessariamente, seus maiores êxitos em termos de streams e visualizações.

Acredito que Marília Mendonça foi muito maior do que suas canções e, por isso, daqui a algum tempo, nos lembraremos dela especialmente pela liberdade feminina e representatividade de suas letras. Marília deu voz a quem nunca teve, colocou as mulheres na vitrine, não mais como produtos para uso e apreciação, mas como protagonistas de suas histórias. Isso transcende a música, extrapola os limites do sertanejo.

Todavia, hoje eu quero, mais uma vez, falar de música enquanto entretenimento. Se há algumas semanas trouxe aqui as dez melhores músicas de Marília Mendonça na minha visão de colunista especializada na área, tendo como foco as faixas que a artista gravou sozinha, hoje vamos tratar das colaborações musicais. Ela foi a rainha das parcerias, desde as mais óbvias até as mais inusitadas. Marília transitou por vários ritmos e estilos, mas vou me restringir aqui à música sertaneja.

Fique muito à vontade para discordar de mim, afinal, a música, graças a Deus, segue sendo democrática. Veja a lista das melhores parcerias de Marília Mendonça:

A Flor E O Beija-Flor – com Henrique e Juliano

Já comecei em grande estilo, com os dois pés no peito do coração sofrido. É há tempos o vídeo mais assistido do canal oficial da dupla no YouTube e o sucesso da canção foi potencializado pela repercussão da morte de Marília Mendonça, que faz parceria com a dupla nesse vídeo e também assina a composição, ao lado de Juliano Tchula. Uma Marília muito jovem e ainda tímida já chamava a atenção pelo poder da voz, e a amizade forte que tinha com os irmãos fica muito evidente no vídeo.

Na verdade, Marília gravou várias músicas excelentes com Henrique e Juliano. “A Flor E O Beija-Flor”é a mais icônica, mas devo mencionar também “Impasse“(Ivan Medeiros/Marcelo Melo/Vivi Abreu), do primeiro DVD da cantora. Menção super honrosa para “Completa a Frase” (Douglas Mello/Flavinho Tinto/Nando Marx), que eu amo de paixão e está do DVD “Menos é Mais” da dupla.

Fantasma – com Luan Santana

Outra obra prima da composição de Matheus Aleixo (aquele da dupla com Kauan, vocês conhecem), Fantasma é parte do projeto “1977” de Luan Santana, em que ele canta duetos apenas com mulheres. Na época o álbum teve menos atenção do que deveria, e eu acho essa parceria uma das melhores do trabalho de ambos.

Estrelinha- com Di Paullo e Paulino

Composição de Gabriel Rocha, Leandro Visacre, Luigi e Lucas Carvalho, “Estrelinha” também está em um projeto dedicado à parceria de sertanejos com mulheres. Tem como pensar num projeto desses sem Marília? De jeito nenhum! A faixa ganhou enorme visibilidade após a morte da cantora em função da letra comovente, retrato fiel da realidade que hoje enfrenta o pequeno Léo, filho de dois anos de Marília com Murilo Huff. Prepare os lencinhos que o choro é garantido.

Foi Só Um Caso – com Chitãozinho e Xororó

Marília gravou mais de uma parceira com os gigantes da música sertaneja Chitãozinho e Xororó. Há também disponível a ótima gravação de “Página de Amigos“, um clássico dos irmãos que foi incluído no DVD “Elas em Evidências”. Do mesmo trabalho, escolhi “Foi Só Um Caso”, composição da própria dupla e também de Danimar e Carlos Randall.

Um Louco – com Zé Henrique e Gabriel

A dupla Zé Henrique e Gabriel nem existe mais (infelizmente, aliás), mas no DVD “Histórico”gravaram essa linda parceria com Marília Mendonça. Trata-se de uma regravação de um sucesso do início da carreira da dupla. Atenção para a letra, forte,  com as emoções à flor da pele. Nada como uma boa música romântica e dramática, que casa perfeitamente com a interpretação de Marília! Bem melhor que as bobagens sobre bebedeira e farra. Composição do próprio Zé Henrique e Ivan Medeiros.

Transplante – com Bruno e Marrone

Escrita por Rafael Augusto, Murilo Huff, Ricardo Bismarck, Ronael, Jean Carlos e Elias Costa, “Transplante” foi escolhida por Marília Mendonça para uma parceria com a dupla Bruno e Marrone. Murilo Huff, inclusive, começou a se aproximar de Marília após a gravação da canção. Mais tarde, os dois começaram um relacionamento amoroso que durou quase quatro anos e gerou o pequeno Léo, que acaba de completar dois anos. Sucesso comercial, somente no YouTube o videoclipe tem quase 180 milhões de visualizações.

Quero Você do Jeito Que Quiser – com Maiara e Maraisa

Impossível falar das parcerias musicais de Marília Mendonça sem mencionar o projeto Patroas. Além de uma sacada comercial de mestre, o Patroas foi muito bem recebido pela crítica, tanto que chegou a ser indicado ao Grammy Latino. São muitas faixas excelentes, difícil escolher uma só. Daria pra fazer uma lista somente com as melhores das Patroas.

Decidi citar aqui uma favorita de cada álbum (pra quem não sabe, o projeto Patroas tem dois). Do Patroas 2, a favorita é a fortíssima e muito necessária “Todo Mundo Menos Você”. Para esta lista, escolhi “Quero Você do Jeito Que Quiser“, uma tocante declaração de amor composta por Marília com as outras duas patroas, Maiara e Maraisa. Divisão vocal emocionante e muito precisa. Palmas, Marília! Você realmente foi sensacional.