“Cabaré” com Leonardo e Bruno e Marrone divide opiniões e fãs pedem volta de Eduardo Costa

Idealizador do “Cabaré“, Eduardo Costa foi excluído do projeto que dessa vez será entre Leonardo e Bruno e Marrone, e os fãs não perdoaram

O projeto “Cabaré” segue dando polêmica desde a fatídica live sertaneja de 2020 que desmoronou de vez a parceria entre Eduardo Costa e Leonardo. Desde então, cada um segue seu rumo e Costa já chegou a reclamar várias vezes da ‘traição‘ do ex amigo em seguir com o projeto com outros companheiros sem ele, que seria o idealizador. No entanto, ao que parece Leonardo não está preocupado com as reclamações do cantor e agora prepara uma nova versão do show com Bruno e Marrone.

A informação de que Leonardo estaria planejando sair em turnê com o “Cabaré” em 2022 já havia sido adiantada pelo Movimento Country no dia 23 de agosto, e a atualização mais recente do youtuber Renato Sertanejeiro é que a dupla Bruno e Marrone deverá acompanhar o pai de Zé Felipe nesta jornada. A informação caiu como uma bomba para os fãs de Eduardo Costa, que não gostaram nada da notícia e não pouparam críticas.

Assuntos Relacionados 

Em diversas publicações no Instagram, fãs dividiram opiniões sobre o “Cabaré” sem Eduardo Costa e a maioria detonou Leonardo por continuar o projeto do ex amigo sem a presença dele: “Cabaré sem Eduardo não é cabaré!”, comentou uma fã. “Covardia, ele idealizou desde início com Leonardo. Não existe cabaré sem Eduardo Costa”, detonou outro. “Não acho certo.. que fizessem outro projeto com outro nome! Falta de respeito!” foi outro comentário que se destacou.

Não faltaram críticas para Bruno também, que vive se envolvendo em polêmicas de humilhação com Marrone e escândalos de machismo e homofobia durante as transmissões: “Era melhor o Leonardo sozinho do que mal acompanhado com esse cara que assédio uma grávida”, disparou uma internauta. “Nossa esses Bruno ninguém merece bebe e começa humilhar as pessoas”, comentou outra. E teve quem pediu até Gusttavo Lima: “Esse Bruno é só pra estragar o show, convida o embaixador que daí sim pega fogo, esse sim arrasa”.

Não faltaram comentários desejando justiça para Eduardo Costa, que foi excluído do projeto e nunca mais fez parte dele. De fato, o “Cabaré” é uma criação de Eduardo Costa, mas foi registrado como propriedade da Talismã, empresa de Leonardo que gerenciava sua carreira antes do rompimento. Em meio a todas as polêmicas, tivemos acesso à fontes que alegaram que o sertanejo poderia ‘buscar os seus direitos’ na Justiça. Assista ao vídeo abaixo e entenda:

Eduardo Costa já assumiu mágoa com Leonardo

(Foto: Reprodução Instagram)
(Foto: Reprodução Instagram)

Em uma entrevista recente, Eduardo Costa abriu o jogo e revelou todos os detalhes que levaram o fim da parceria com Leonardo, além de expor uma mágoa que sente do seu ex amigo por ter sido excluído do “Cabaré”, idealizado por ele mesmo. Gusttavo Lima ocupou seu lugar em duas lives sertanejas e Marília Mendonça na última, mas nenhuma delas chegou aos pés da audiência conquistada com Eduardo e Leonardo.

“(…) Se me perguntar: ‘Existe alguma chateação de você com o escritório?’, eu vou falar que existe sim, devido ao nome ‘Cabaré’. Foi um nome que eu criei, e eu não tenho nada contra nenhum artista, contra ninguém, mas eu tenho um pouco de ciúme das coisas que eu criei”, disparou o cantor.

“Não tem a ver com os personagens, nem com Leonardo, tem a ver com a marca. Eu não faria o ‘Cabaré’ com nenhum outro artista. Eu não faria, é uma questão pra mim de respeito, de hombridade, de sabedoria. Eu não faço parte dos projetos que eu mesmo criei, eu fui tirado da minha própria casa. Eu não faço parte da cachaça ‘Cabaré’ e nem da live. Isso porque eu assinei alguns papéis para alguns amigos, pessoas que eu confiei”, detonou Eduardo Costa sobre a traição de Leonardo, dando a entender que ele se apropriou de sua ideia.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Acreditamos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais