Eduardo Costa: Do estrelato às polêmicas que abalaram sua trajetória na música sertaneja

O renomado cantor sertanejo Eduardo Costa enfrenta desafios em sua carreira após envolvimentos em controvérsias e declarações polêmicas

Eduardo Costa, aclamado artista mineiro originário de Abre Campo (MG), conquistou o Brasil com sua voz inconfundível e parcerias de sucesso, como o projeto “Cabaré” ao lado do também renomado cantor sertanejo Leonardo. No entanto, sua trajetória foi marcada por altos e baixos, com polêmicas que impactaram sua imagem e carreira.

O projeto “Cabaré”, que uniu Eduardo Costa e Leonardo, foi um marco na música sertaneja, tornando-se uma das turnês mais lucrativas do segmento. Contudo, desentendimentos e controvérsias levaram ao fim desta parceria em 2018. Fontes próximas à dupla indicam que as polêmicas envolvendo Costa, incluindo acusações de estelionato e desavenças com outros artistas, foram determinantes para essa decisão.

Além das polêmicas profissionais, a vida pessoal de Costa também foi alvo de muita atenção. Relacionamentos com celebridades como Helen Ganzarolli e Victoria Villarim ganharam as manchetes, especialmente após acusações de vazamento de fotos íntimas por parte do cantor.

Em 2020, uma declaração feita por Costa durante uma transmissão ao vivo gerou grande repercussão negativa. O comentário, considerado de mau gosto, envolveu a filha da cantora Thaeme e levou a protestos e críticas nas redes sociais.

O comportamento de Costa fora dos palcos também foi motivo de preocupação para muitos. Relatos sugerem que o cantor enfrentou desafios relacionados ao consumo excessivo de álcool e a um vício em sexo. Em entrevistas, o próprio artista confirmou que buscou ajuda médica para lidar com sua compulsão.

Apesar dos desafios, Eduardo Costa continua sendo uma figura relevante no cenário sertanejo. Em entrevistas recentes, ele refletiu sobre sua carreira, relações e polêmicas, reiterando seu respeito e admiração por colegas de profissão, como Leonardo e Zezé Di Camargo.

O futuro de Eduardo Costa na música sertaneja ainda é incerto. No entanto, sua trajetória serve como um lembrete da importância da imagem e conduta no mundo do entretenimento, e de como decisões e comportamentos podem influenciar a percepção do público.

Quem criou o projeto “Cabaré”?

(Leonardo e Eduardo Costa | Foto: Divulgação)
(Leonardo e Eduardo Costa | Foto: Divulgação)

Antes de mais nada, devemos ressaltar que a ideia do projeto é do próprio Eduardo Costa, mas o nome “Cabaré” foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial) pela Talismã (número de registro 909841004). Para quem não sabe, Talismã é a empresa de Leonardo que tinha contrato com Costa na época e gerenciava sua carreira.

O assunto, que corre fortemente na música sertaneja desde o rompimento dos astros, voltou a ser comentado recentemente em uma live de Eduardo Costa em seu perfil do Instagram, onde ele alegou estar magoado com Leonardo pela apropriação do seu projeto.

Questionado por um seguidor sobre a polêmica do registro da marca, Eduardo Costa foi incisivo: “Se fosse o contrário e tivesse acontecido, se alguém da minha equipe tivesse registrado a marca Cabaré, eu não deixaria isso acontecer. Com certeza eu ia lá desfazer mesmo já estando reconhecido”, disparou em indireta ao ex-parceiro, que segue o projeto normalmente.

Além de reafirmar ser o criador do projeto, o cantor sertanejo foi humilde em reconhecer a importância de Leonardo para que o projeto fosse para frente: “A marca foi idealizada por mim, mas sem o Leonardo ela não seria o que é”, finalizou Eduardo Costa.