Após ter bens penhorados por dívida, Eduardo Costa detona ex jogador que deu calote

O cantor sertanejo Eduardo Costa busca na Justiça o dinheiro da venda de uma de suas mansões após não receber o dinheiro e confirma toda a história

Eduardo Costa não passa um dia sequer longe da mídia e sempre está nos holofotes de polêmicas. Após recentemente voltar à tona uma história de quando ele teve seus bens penhorados por causa de uma dívida milionária, o sertanejo agora enfrenta um processo na Justiça contra o ex jogador de futebol Fábio Júnior Pereira, acusando de um calote milionário na venda de uma de suas mansões.

Após a divulgação da informação, feita exclusivamente pelo colunista Peterson Renato, o portal UOL entrou em contato com Eduardo Costa, que confirmou o processo e aproveitou para dar uma cutucada no ex jogador, que também é comentarista na Globo Minas e SporTV: “O processo realmente existe, foi uma negociação iniciada com contrato assinado e uma das partes não cumpriu com as obrigações, por isso, foi acionado (a Justiça)”, disparou o cantor.

Assuntos Relacionados

A mansão fica em um terreno com 1177 metros quadrados e está localizada no bairro Bandeirantes, em Belo Horizonte. Quando colocou à venda, Eduardo Costa gerou polêmica na internet com uma suposta crise financeira, onde muitos apontaram até sua falência, dadas as polêmicas com Leonardo e sua demissão da Talismã, que ocorreu após uma live sertaneja desastrosa em que o cantor disse que iria “transar pensando no bebê da Thaeme”.

O contrato, no valor de R$ 10 milhões, foi firmado em junho do ano passado e dividido em duas partes: um adiantamento de R$ 6 milhões e os outros R$ 4 milhões foram parcelados. As parcelas deveriam ter começado a ser pagas no mês de setembro, mas o jogador não fez sua parte e Eduardo Costa entrou na Justiça em novembro para cobrar seu dinheiro.

Eduardo Costa já teve bens penhorados após confusão

(Foto: Reprodução Internet)
(Foto: Reprodução Internet)

Tentando reerguer sua carreira após o rompimento com Leonardo e as polêmicas que o levaram até a engatar um namoro com uma influenciadora casada, o cantor sertanejo Eduardo Costa tem vivido uma crise financeira devido à falta de shows e optou por vender uma de suas mansões milionárias, mas foi impedido pela Justiça por causa de uma dívida milionária que o levaram até a enfrentar um processo judicial.

Segundo informações divulgadas pela jornalista Fabíola Reipert recentemente, Eduardo Costa estaria tentando vender uma de suas mansões, localizada em Belo Horizonte, pelo valor de R$ 12 milhões. O que ele não contava era que o imóvel fosse bloqueado pelos antigos donos da propriedade, que abriram um processo contra o sertanejo o acusando de querer dar calote na compra.

Na ocasião, Eduardo Costa teria comprado a mansão por um valor em dinheiro que não seria suficiente para quitá-la aos antigos donos, então o sertanejo deu mais uma Ferrari, uma lancha, um jetski e uma outra casa para completar o dinheiro da compra. No entanto, os donos ficaram chocados ao descobrirem que os bens que Costa deu para o pagamento não estavam no seu nome e aí a polêmica foi feita.

Revoltados, os donos procuraram na Justiça e abriram um processo contra Eduardo Costa, pediram a penhora dos bens do cantor e ainda bloquearam a venda da mansão: “A casa que ele deu foi construída em uma área irregular e os veículos não eram dele. Nada era dele. O imóvel está bloqueado, quem quiser comprar deverá pagar o dobro do valor”, explicou Fabíola na ocasião.

O processo segue em segredo na Justiça e não há mais informações sobre o desfecho, mas Eduardo Costa luta para tentar se livrar da dívida milionária com os antigos donos. O que o sertanejo também está tentando é retomar sua carreira de sucesso, que está desacreditada por muitos devido às suas polêmicas recentes. Saiba mais detalhes abaixo.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Acreditamos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais