Após sair do “Cabaré”, Eduardo Costa faz desabafo sobre crise financeira: “Preocupado”

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Eduardo Costa contou sobre gastos maiores do que rendimentos durante a pandemia depois de ter mansão milionária à venda exposta

O cantor sertanejo Eduardo Costa revelou recentemente sobre a preocupação com os gastos na pandemia. Segundo ele, que deu às costas para Bolsonaro e fez crítica social em nova música, as produções de alguns trabalhos acabam ficando com um alto custo enquanto que, os rendimentos foram poucos devido à suspensão de eventos em todo o país desde março do ano passado.

A mansão milionária de Eduardo na Pompulha, em Belo Horizonte, surpreendeu internautas pelo valor que estaria sendo anunciada já que o cantor desejava ter uma residência ainda maior quando anunciou o desejo de vendê-la em 2019. Já na última quarta-feira (04),  o músico acabou desabafando no Programa de Odair Terra na TV Aparecida sobre a situação financeira atual:

“Nessa quarentena eu gastei muito mais do que ganhei e as produções que nós fizemos, tanto da quarentena na minha casa, quanto do Pantanal, que foi feito dentro do Pantanal, teve um gasto muito grande, num momento em que as nossas despesas continuaram e a receita não entra. Então, ficamos todos muito preocupados”, revelou Eduardo Costa.

Assuntos Relacionados

Sobre essa produção do DVD “Pantanal”, o cantor ainda ressaltou que os gastos não poderiam ter sido diferentes já que o projeto é mais do que uma música e foi mais complexo do que o normal. “Eu poderia ter pegado todo este dinheiro que eu gastei e doado, mas não ia fazer diferença. (…) Esse DVD Pantanal e o DVD da quarentena é um documento. Mais do que música, mais do que doação, dedicação e amor, ele é um documento”, acrescentou Eduardo Costa.

Depois de ser ameaçado devido ao lançamento da música “Cuidado”, o sertanejo revelou passar pela mesma dificuldade de quase todos os artistas nesse período de isolamento. Uma das saídas desse meio tem sido as lives sertanejas que contam com patrocinadores e divertem os fãs nas redes. O próprio Eduardo aderiu à ideia e realizou essas transmissões no ano passado e neste ano.

Eduardo Costa faz desabafo sobre depressão: “Me redescobri”

(Foto: Reprodução Internet)
(Foto: Reprodução Internet)

O sertanejo, que anda ressentido com Leonardo e com raiva de Gusttavo Lima, deu uma entrevista recentemente, a Leo Dias e Dedé Galvão no Resenha Proibidona, e contou sobre como estava sua saúde mental com, em média, quase 30 shows por mês.“Se não fosse a pandemia, acho que não teria uma carreira duradoura. Trabalhava tanto que teria uma depressão profunda, ia acabar com a minha saúde e ia ter que parar de cantar. Estava no caminho da depressão”, contou Eduardo Costa.

Depois de dar às costas para Bolsonaro e fazer crítica social em nova música, Eduardo revelou ter voltado a se conectar com a música e afirmou que a pandemia foi a melhor coisa que já aconteceu em sua vida artisticamente. “Eu me redescobri como artista, voltei a tocar e a compor, voltei a ter prazer em fazer música, a ter contato com os meus fãs, descobri a música digital, estou diariamente nas plataformas”, concluiu o cantor.

Embora ele tenha afirmado querer muito voltar aos palcos e alegrar os fãs, Eduardo estipulou que fará 8 shows por mês quando os eventos forem retomados. Para preservação de sua saúde física e mental, o cantor prefere não abusar para que tenha uma carreira duradoura pela frente.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Acreditamos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais

Privacy & Cookies Policy