Após declarações machistas e homofobias, agenda de Eduardo Costa despenca

1 8.630
Tempo de leitura: 2 minutos

2019 promete ser um ano bem difícil para o cantor Eduardo Costa. Depois de declarações polêmicas, o número de shows despencou.

Eduardo Costa nunca se incomodou em usar suas redes sociais para se envolver em polêmicas machistas e homofóbicas. Recentemente o cantor foi acusado de mandar um segurança agredir um homem que estava assistindo seu show nos estados Unidos.

Além disso, declarações machistas envolvendo sua namorada Victoria Villarim ultrapassaram todos os limites quando o sertanejo foi acusado de vazar fotos íntimas da namorada.

Agora o sertanejo está colhendo o que plantou. Sua agenda que estava com a média de 22 shows por mês, incluindo apresentações do projeto Cabaré, estão reduzidos há apenas cinco shows. No site oficial do cantor só aparece uma data confirmada para o mês de abril

A relação entre Eduardo Costa e Leonardo também ficou fortemente abalda após as polêmicas. O fim do projeto Cabaré, no ano passado foi apenas um sinal que as coisas não vão bem entre Leonardo e Eduardo Costa. Tudo começou bem antes, com a exposição desnecessária e comentários polêmicos nas redes sociais postada por Costa.

As polêmicas envolvendo Costa, começaram a  causar um certo desgaste na relação dos dois ex-amigos. Segundo pessoas próximas ao cantor Leonardo, a relação agora é estritamente profissional. Já que a Talismã é que gerencia a carreira de Eduardo Costa.

Além disso, uma pessoa à dupla Eduardo Costa teria aproveitando a fama e reconhecimento de Leonardo para abrir as postas e conseguir vantagens em negócios pessoais. O processo de estelionato envolvendo o cantor teria sido a gota da àgua para o fim da relação.

O cantor responde à vários processos

Fernanda Lima está processando Eduardo Costa após ter sido chamada de “imbecil” depois de discurso no programa Amor e Sexo.

Indignada, Fernanda decidiu processar Eduardo Costa após ele disparar ofensas contra ela. Tudo começou quando a apresentadora discursou em sua atração na Globo. Na ocasião ela falou sobre “sabotar o sistema” e Costa não gostou, usando suas redes sociais para chamá-la de “imbecil”.

Entretanto, após o ocorrido, o sertanejo chegou a se retratar pedindo desculpas na web. Isso, porém, não foi o suficiente para Fernanda Lima retirar os dois processos que move contra ele.

Também na 24ª Vara Cível, onde move ação por “direito de imagem” e “danos morais e direitos da personalidade”, entre outros assuntos. O processo corre na 1ª instância.

Além disso, Eduardo Costa está sendo investigado por suposto estelionato, o músico também responde na Justiça por manter aves silvestres em cativeiro.

Conforme a denúncia, o artista mantinha em sua fazenda, localizada em Capitólio, na região Sul de Minas, dois pássaros das espécies pintassilgo e bico de pimenta em gaiolas.

O problema é que as aves estavam sem anilhas de identificação dos órgãos ambientais. Conforme o Ibama, anilhas são argolas de alumínio que atestam o nascimento da ave em cativeiro. O equipamento é obrigatório para controle dos pássaros criados fora da natureza.

1 comentário
  1. Maria Cristina Lopes Diz

    Esse ser é um ser abjeto. Tá cavando o próprio fracasso

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.