O maior site sertanejo do Brasil

Delegada diz que Cristiano Araújo morreu por vaidade

0 64

Com informações da SSP-GO, pneus fora das especificações, rodas com várias soldas, alta velocidade e falta de cinto de segurança.

Essa explosiva mistura está por trás da morte do cantor Cristiano Araújo e da namorada dele, Allana Morais, vítimas de um acidente ocorrido no dia 24 de junho, na BR-153, próximo a Morrinhos (no Sul do Estado). Esta é a conclusão do laudo divulgado nesta quinta-feira (10/9) pela Polícia Técnico-Científica de Goiás. Na mesma oportunidade, a Polícia Civil concluiu o inquérito, que indicia o motorista do Land Rover que levava o casal, Ronaldo Miranda Ribeiro.

O laudo foi feito em conjunto pelos peritos Karita Fortes Ribeiro, que analisou o veículo, e Luis Carlos Almeida, que fez a perícia de local. O inquérito policial, que indiciou o motorista por duplo homicídio culposo (quando não há intenção de matar) foi concluído pelo delegado Fabiano Jacomelis, de Morrinhos.

De acordo com a perita Karita Fortes, as rodas e pneus utilizados estavam fora das especificações técnicas recomendadas pela montadora inglesa – como tamanho do aro, largura e espessura dos pneus. Mais grave ainda: as duas rodas traseiras, que foram analisadas, apresentavam vários pontos de solda, o que provocou uma fragilidade na estrutura.

Em entrevista coletiva, Karita Fortes comentou sobre o ocorrido. \”As rodas não eram as ideais. Foram elas que contribuíram, indubitavelmente, para o acidente. Por vaidade, em querer ter rodas mais chamativas e bonitas, a tragédia foi ocasionada\”, disse a perita Kárita Fortes na apresentação do inquérito, na manhã desta quinta-feira (10), na sede da Secretaria de Segurança Pública de Goiás, no Setor Aeroviário, em Goiânia.

Leia também: VÂNDALOS TENTAM VIOLAR TÚMULO DE CRISTIANO ARAÚJO

Comentários
Loading...