Dados de carro de Cristiano Araújo passam por análise na Inglaterra

0 94

Após dados da Land Rover de Cristiano Araújo terem sido enviados para Inglaterra, polícia afirma que não se baseia nas informações da caixa-preta para conclusão do caso.

O inquérito do caso do acidente que matou o cantor Cristiano Araújo e a namorada, Allana Moraes, segue em aberto, mas deve ganhar novas informações em breve. O Sertanejo morreu no dia 24 de junho em um grave acidente de carro. De acordo com o delegado Fabiano Henrique, responsável pelo caso, informações contidas nos módulos do veiculo, uma espécie de caixa-preta, foram enviadas para análise na fábrica da Land Rover, na Inglaterra.
De acordo com Fernando, tais informações podem ajudar no caso, mas não são essenciais. “Foi feita a leitura do módulo. Ele emitiu alguns dados e esses dados foram enviados para a fábrica da Land Rover, na Inglaterra. Os módulos seguem aqui na delegacia. Mas a polícia não se baseia nesses dados para a conclusão. Podem colaborar nas informações”, afirmou o delegado, que aguarda o laudo do instituto de criminalística para a conclusão do caso.

De acordo com Fernando, as três últimas pessoas que iriam testemunhar sobre o caso já foram ouvidas. Eles eram amigos de Cristiano e estavam no carro que vinha logo atrás ao veículo em que estava o cantor. “Em resumo, eles disseram que estavam acompanhando o carro e viram quando ele saiu da pista. Confirmaram que os dois carros estavam acima do limite de velocidade permitida”, afirmou.
Fernando afirmou ainda que a velocidade exata na hora do acidente só será esclarecida com o resultado do laudo do instituto de criminalística. O prazo para esse resultado costuma ser de 30 dias, mas por ser um laudo complexo, talvez a data para o resultado seja prorrogada.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.