O maior site sertanejo do Brasil

Cantor sertanejo Ronnan Medeiros sobreviveu por um milagre

0 379

Médicos revelam que o cantor sertanejo Ronnan Medeiros sobreviveu por um milagre após ser esfaqueado durante tentativa de assalto.


Ronnan Medeiros, da dupla Ronnan e Raphael, foi esfaqueado três vezes durante um assalto à sua residência em Jacupiranga.
A irmã do cantor sertanejo, Lídia Maria falou com exclusividade ao Movimento Country. Ela revelou como está seu irmão após um mês do assalto que aconteceu no dia 8 de abril.
Eles ainda não voltaram para casa, estão se recuperando do trauma. Os filhos estão na casa da avó, mas meu irmão e sua mulher não conseguem botar os pés em casa, o trauma foi grande.”, afirmou Lígia,
Ronnan deve ficar pelo menos três meses afastado do trabalho e fazendo fisioterapia, ele está muito fraco e passou por uma cirurgia de risco “Os médicos achavam que ele não iria voltar. Tivemos que esperar 72 horas para saber se tinha ocorrido tudo bem durante a operação. Os médicos consideram um milagre a recuperação do meu irmão
Lídia afirma que os familiares estão revoltados com a Polícia Civil que está cuidando das investigações. Segundo ela, não existem pistas dos suspeitos e se quer as vítimas foram ouvidas no inquérito. “É uma sensação de impunidade, que nos deixa revoltados.” desabafou.

Entenda o caso

Segundo informações de um amigo da vítima, ao chegar à residência, o casal se deparou com dois assaltantes encapuzados, que já haviam revirado toda a casa.
Ainda de acordo com o relato, a esposa de Ronnan pediu para eles se retirarem da casa. Porém, nesse momento, os bandidos atacaram o casal e ainda deram três facadas nas costas do cantor.
Depois, eles pediram o dinheiro que ele tinha, deixaram os dois com as mãos e pés amarrados e amordaçados no chão. A esposa dele conseguiu se soltar e correr para pedir ajuda a um vizinho. Foi então que levaram o Ronnan para o Hospital Regional, em Pariquera-Açu”.
Ronnan Medeiros três horas em cirurgia e ficou 72 horas em observação. Agora terá que ficar pelo menos três meses longe dos palcos.

Comments
Loading...