Cantor sertanejo é preso acusado de agredir a própria esposa

0 254
Tempo de leitura: 2 minutos

O cantor Paulo Henrique foi preso novamente após ter se envolvido em um como um caso de transgressão, após o uso grave da violência física ou verbal

Um caso envolvendo um cantor tomou repercussão nos últimos meses, mas só agora que resolveu tomar definição. Isso porquê, o cantor sertanejo Paulo Henrique Mota Vilarins, conhecido como Henrique Vilarins, foi acusado por supostamente ter agredido a própria esposa, em meados do final de janeiro. Na época, ele chegou a ser preso em Palmas, no Paraná, e foi liberado no dia seguinte devido o pagamento da fiança.

LEIA TAMBÉM: Filho do cantor Zé Neto surpreende fãs ao subir no palco durante show

Passado a polêmica, o cantor, no entanto, voltou à tona, e teve sua prisão decretada através do Estatuto dos Policiais Militares e Bombeiros. Ele foi punido com cerca de sete dias aprisionado, e de acordo com informações do site G1, a prisão deve ser cumprida no 1º Batalhão dos Bombeiros em Palmas.

A prisão foi anunciada como um caso de transgressão, após o uso grave da violência física ou verbal, e a decisão foi tida como uma obrigação do órgão, a fim de “garantir assistência moral e material ao seu lar e conduzir-se como chefe de família exemplar”. A punição do músico foi acionada, e ainda assim, a defesa de Henrique pede para que ele seja absolvido, devido a falta de provas concretas.

LEIA TAMBÉM: Luan Santana comemora o disco de platina com o projeto “Live Móvel”

O caso

A discussão entre Vilarins e a mulher teria sido iniciada após uma discussão, e no momento, teria acontecido agressões. A mulher sofreu com lesões na parte interna do lábio e em um dos dedos, e conseguiu sair de casa com ajuda de uma vizinha, que ligou para a Polícia Militar, a fim de pedir ajuda.

Ouça agora: Os maiores sucessos da música sertaneja estão no Spotify

O compositor foi preso em flagrante, e levado imediatamente ao Quartel do Corpo de Bombeiros. A vítima pediu medidas protetivas e foi decretado o afastamento do suspeito sobre a mulher, além de ter sido proibido de manter contato com a mesma, seus familiares ou testemunhas envolvidos. Caso condenado, o cantor pode ficar entre três meses a três anos detento.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.