fbpx


Cantor sertanejo Aladim pode ter sido enterrado vivo

Mistério envolvendo a morte do cantor sertanejo

0

No Cemitério da Saudade, na Vila Lavínia, em Mogi das Cruzes (SP), há uma grande movimentação na sepultura do cantor sertanejo José Nascimento Cardoso, o Aladim

No auge da carreira formada com a dupla Alan e Aladim, ele, que morava em Mogi, faleceu em 1º de outubro de 1992, vítima de uma parada cardíaca durante uma cirurgia de dente.

A morte inesperada do cantor sertanejo causou, na época, grande repercussão na Cidade. Na ocasião, boatos diziam que o cantor teria sido enterrado vivo, por conta de arranhões que teriam sido encontrados posteriormente no caixão.

No cemitério da Saudade, em Brás Cubas, Mogi das Cruzes, há apenas um túmulo famoso. A lenda em volta da sepultura do cantor José Nascimento Cardoso, o cantor sertanejo Aladim da dupla Alan e Aladim, é das mais tristes, principalmente para aqueles que têm medo de lugares fechados.

Segundo contam os visitantes e coveiros do cemitério, Aladim teve uma morte e velório comuns. Seu falecimento teria causado comoção geral por ser um ícone da música romântica da época, mas tudo voltou à normalidade com o passar do tempo.

Por motivos desconhecidos, a família de Aladim teria necessitado exumar o corpo do cantor. E é aí que veio a surpresa. O corpo do cantor teria sido encontrado de bruços, com as unhas cheias de farpas de madeira e a tampa do caixão completamente arranhada. Aladim teria sido enterrado vivo.

Morte de Aladim tem várias versões

Morte de Aladim é cheia de mistérios
Morte de Aladim é cheia de mistérios

De acordo com alguns fãs da dupla, o cantor sertanejo tinha catalepsia, doença rara em que o coração para de funcionar por tempo indeterminado, dando-se a pessoa como morta. Quando voltou à vida, Aladim já estaria enterrado e morreu tentando sair do caixão.
O administrador do cemitério da Saudade afirmou uma vez que a história é falsa: “O túmulo de Aladim nunca foi aberto. Ele morreu por complicações médicas“.

O cantor teria pego uma infecção após uma anestesia, o que o levou à morte. A família do cantor sertanejo Aladim nunca se manifestou sobre a história.

 

A história de Alan e Aladim

Alan e Aladim é uma dupla sertaneja brasileira formada em 1978, que atualmente conta com um novo cantor no lugar de Aladim.
Edmilson Fernades Machado, o Alan, nasceu em Ribeirão Preto (SP) no ano de 1962.

José Nascimento Cardoso, o Aladim, nasceu em Visconde do Rio Branco (MG) no ano de 1956. Filho de Antonio Queiroz Cardoso e Conceição. Atualmente vivem em Visconde do Rio Branco/MG.

Formaram a dupla no ano de 1976, durante um concurso musical onde Aladim deu nota zero a Alan num concurso musical. Alan, antes da carreira artística, foi torneiro mecânico. Aladim teve outras duplas com outros parceiros antes de formar a dupla Alan e Aladim e tocou quatro anos com João Mineiro e Marciano.

Alan e Aladim gravaram o seu primeiro LP no ano de 1980, pela gravadora CBS/Sony Music com ajuda de Marciano (João Mineiro e Marciano). Na época a CBS estava investindo na área sertaneja, contudo fecharam seu departamento sertanejo e eles viram-se novamente sem gravadora. Mais uma vez Marciano os apoiou, levando a dupla para a Copacabana onde permaneceram até o último LP. Em seu 1º LP pela nova gravadora fizeram sucesso com a música ´´Parabéns amor“, mesmo assim ficaram quase três anos sem gravar.

Gravam mais três álbuns, sendo um no ano de 1987 que vendeu quase um milhão de cópias e os consagrou em todo Brasil, um segundo no ano de 1989 que vendeu 200 mil cópias, cinco meses depois já haviam vendido 500 mil repetindo o sucesso do disco anterior e ainda o último álbum da formação original, que emplacou o sucesso “Remédio ou Veneno”, no ano de 1991. Os maiores sucessos de Alan e Aladim foram as músicas “Dois Passarinhos” e “Liguei pra dizer que te amo”.

A formação original terminou infelizmente em 1° de outubro de 1992, quando Aladim faleceu em decorrência de uma corriqueira cirurgia dentária aos 35 anos, a cuja anestesia o organismo do cantor desenvolveu uma alergia que causou uma parada respiratória deixando dois filhos (8 e 2 anos, à época). Este relato foi mostrado em 2006 no SBT Repórter. Boatos dizem, que Aladim foi enterrado vivo.

Após a morte do cantor sertanejo Aladim, Alan buscou novas parcerias, formando dupla com Alex em 1993, não obtendo boa aceitação, e também com Nando em 1994, com o qual também gravou um disco, mas não deslanchou. Em 1996, formou novamente a dupla, onde a gravadora Copacabana fez uma seleção para encontrar um substituto que assumisse o nome artístico de Aladim, e o parceiro escolhido desta vez foi com Patrick, um cantor de músicas italianas nas noites de São Paulo, adotando Allan e Alladim (l’s dobrados).

Gravaram 5 álbuns e após 11 anos da formação, se separaram. Atualmente forma dupla com Arnaldo dos Reis, irmão da dupla Gian & Giovani, mantendo o nome Alan e Aladim. Mas não fez o mesmo sucesso como era antes.

Acompanhe tudo o que acontece na música sertaneja pelo nosso Instagram: @movimentocountry e pelo Twitter @mcountry

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.