Bolsonaro almoça na fazenda de Amado Batista e mata bois para churrasco

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Presidente Bolsonaro visitou na última quarta (09) o sertanejo Amado Batista e almoçou na fazenda do cantor, situada em Goianópolis (GO)

O cantor e compositor Amado Batista, que anunciou turnê internacional, recebeu Jair Bolsonaro na última quarta-feira (09) em sua fazenda milionária. O encontro se deu durante agenda do Presidente em Goiás, que ainda estava acompanhado pelo deputado Major Victor Hugo, o ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Onyx Lorenzoni e o deputado federal, Daniel Freitas (PSL).

– Clique aqui para receber as últimas notícias do Movimento Country no Messenger

Após o veterano de sucesso do sertanejo chamar Lula de “ladrão” e causar reação na cúpula petista, Amado Batista ofereceu um churrasco ao Líder do Executivo. Para a ocasião foram abatidos pelo menos 10 bois e essa não foi a primeira vez que Bolsonaro visitou a fazenda do músico. Além disso, o cantor e o Presidente já haviam se encontrado neste ano em uma reunião realizada em Brasília.

Bolsonaro, que conta com o silêncio dos sertanejos enquanto o povo se revolta com a negligência do Estado durante a pandemia, não usava máscara assim como todos os outros presentes, sendo que o objeto de proteção é imprescindível para conter o vírus que já vitimou mais de 470 mil brasileiros.

Assuntos Relacionados

O fato, no entanto, não é nenhuma surpresa considerando que a nova proposta do Chefe de Estado é desobrigar o uso das máscaras para aqueles que já se vacinaram, provando mais uma vez a irresponsabilidade do mesmo ocupar esse cargo.

Amado Batista é processado pelo PT após chamar Lula de ladrão

(Foto: Reprodução Internet)
(Foto: Reprodução Internet)

O cantor Amado Batista, veterano da música sertaneja, deverá ter uma ação movida na Justiça por parte dos líderes políticos do PT. Isso porque, o músico que vendeu recentemente sua fazenda milionária e embolsou uma bolada, fez acusações caluniosas à respeito do ex presidente Lula.

O anúncio foi feito através do Twitter da Presidente do Partido dos Trabalhadores (PT), Gleisi Hoffman, depois de uma entrevista concedida recentemente pelo cantor à Rede Nordeste de Rádio declarando ser conivente com práticas políticas de Jair Bolsonaro (sem partido) e insultando Lula, o chamando de “ladrão”.

Além de criticar as pesquisas que apontam Lula na liderança de votos na eleição de 2022, Amado Batista acusou ainda os filhos do ex presidente, causando reação na cúpula petista. Sobre quais serão as ações movidas e cabíveis contra o cantor, o portal UOL apurou que os advogados do PT ainda avaliam as declarações do músico para enquadrá-las.

Confira o tweet da líder petista:

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Acreditamos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais