Bandido que fingia ser cantor sertanejo para enganar mulheres é preso por estelionato

Caso de polícia no sertanejo: bandido que se passava por cantor sertanejo Adalberto, da dupla Adalberto e Adriano é preso por estelionato.

São inúmeros os casos de polícia no universo sertanejo: roubo e calote, festas clandestinas e até assassinatos como o caso do assessor e amigo íntimo do sertanejo Leonardo. Porém, desta vez, bandido que se fingia ser cantor sertanejo para enganar mulheres é preso por estelionato.

+ Acompanhe as últimas notícias do Movimento Country no Instagram

Silvio Antônio Polak, de 68 anos, se apresentava como cantor sertanejo para conquistar mulheres, e enganá-las. Após ser relacionar com elas, o suposto cantor as roubava e fugia. De acordo com histórico criminal, os crimes eram realizados em diferentes cidades e aconteciam há mais de 25 anos.

O bandido dizia para suas vítimas que quando mais novo, era o cantor sertanejo Adalberto, da dupla sertaneja Adalberto e Adriano. Em suas redes sociais, ele se denominava “Adalberto Antonio” e se passava como o cantor. Além disso, usava a internet para se relacionar e encontrar a sua próxima vítima.

A mais recente foi Maria Aparecida, de 59 anos. A cuidadora de idosos relata ter conhecido Silvio, através de sua rede social, que após muitas conversas entre os dois, a relação evoluiu para um namoro com o bandido.

A cuidadora de idosos em entrevista, conta que Silvio chegou a morar com ela: “Ele queria me conhecer, mas no entanto eu falei “ah, não tem nada demais, né?” pode vir. Só que ele veio, e eu achei que ele ia ficar uma semana, no máximo, uns 10 dias, mas ele foi ficando, foi ficando, foi ficando, foi ficando…“, alega.

Ao todo, os dois passaram 4 meses morando juntos. Nesse período, Maria Aparecida já estava desconfiada de falas e histórias contadas pelo suposto sertanejo, mas mesmo assim, decidiu não denunciar o namorado para a polícia. Até que um dia, ela voltou para casa e em cima da mesa havia um bilhete de Silvio com xingamentos e acusações de que ela teria um amante.

O bandido levou alguns pertences da casa de Maria Aparecida e gastou cerca de R$ 600,00 no cartão de crédito da cuidadora em um supermercado.

Perplexa com a situação, Maria Aparecida chegou a procurar por Silvio nas redes sociais até que ela encontrou um comentário com uma foto da identidade do verdadeiro nome do golpista. O comentário era um alerta para que as pessoas tomassem cuidado e explicava o golpe.

Leia também

Porém, o golpista não conseguiu escapar de sua última ação em São Paulo. Após exibição da reportagem de seu caso na Record TV, policiais militares o identificaram andando pelas ruas da cidade paulistana e o capturaram. O golpista que estava a passeio, foi levado à delegacia sendo preso como suspeito de estelionato.

Assessor de Leonardo é encontrado morto a tiros na fazenda do sertanejo

(Foto: Reprodução Instagram)
(Foto: Reprodução Instagram)

Nilton Rodrigues, assessor e amigo íntimo do cantor Leonardo foi encontrado morto na fazenda do sertanejo no último mês. Passim, como era conhecido o rapaz, foi atingido por tiros supostamente acidentais e morreu dentro de um banheiro na propriedade de Leonardo.

Segundo informações divulgadas pelo site G1, Passim tinha 60 anos e trabalhava no meio artístico há 30 anos. Informações da Polícia Civil de Goiás constam que o amigo de Leonardo teria morrido após ser atingido por dois tiros acidentais enquanto estava na Fazenda Talismã, que fica em Jussara (GO).

+ Ouça os principais lançamentos sertanejos no Spotify

O delegado Kléber Toledo, responsável pela investigação que já corre pelo caso, Passim portava uma arma de fogo, que disparou um tiro acidentalmente contra sua mão e, logo em seguida, outro em sua perna. O assessor estaria sozinho dentro de uma suíte e correu para estancar o sangue dos locais, mas acabou sofrendo uma hemorragia e acabou não resistindo aos ferimentos e morrendo no local.

 

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More

Privacy & Cookies Policy