O maior site sertanejo do Brasil

Após pausa na carreira, João Carreiro e Capataz apoiam campanha contra Homofobia

0 39

\"ApósApós denúncia sobre a presença de conteúdos homofóbicos nas letras de duas músicas, a dupla João Carreiro e Capataz, concordou em se retratar e divulgar uma mensagem contra a discriminação em seu site e nos seus shows. A acusação contra os foi encaminhada pela Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT), em agosto de 2012, ao Núcleo Especializado de Combate à Discriminação, Racismo e Preconceito da Defensoria Pública do Estado de São Paulo. O órgão abriu então um procedimento administrativo para apurar a denúncia e promoveu reunião com um representante da dupla em junho de 2013. Os músicos disseram ser contrários à discriminação contra homossexuais e aceitaram difundir alertas sobre a homofobia.
Na música “Cemo Porque Cemo”, um dos trechos afirma: “Viado nóis vê de longe, nóis atira e não erra”. Já na composição “Bruto, Rústico e Sistemático”, a dupla dispara: “Sistema que fui criado. Ver dois homem abraçado. Pra mim era confusão. Mulher com mulher beijando. Dois homens se acariciando. Meu Deus, que decepção. Mas nesse mundo moderno. Não tem errado e nem certo. Achar ruim é preconceito. Mas não fujo à minha essência. Pra mim isso é indecência”. Na mesma música, outro trecho mostra a violência contra a mulher: “Tudo que dá na tevê minha muié qué fazê. Não mede as consequências. Fez um tar de topless. Quando vi me deu um stress. Perdi minha paciência. Por mim faltaram respeito. Na muié eu dei um jeito, corretivo do meu modo. No quarto deixei trancada, quinze dia aprisionada. E com ela não incomodo”.

No site dos músicos (www.joaocarreiroecapataz.com.br) uma mensagem em destaque esclarece que a dupla “abomina qualquer tipo de violência, desrespeito, agressão e discriminação, em virtude da orientação sexual e da identidade de gênero, e recomenda o absoluto respeito ao direito à diversidade.” Segundo a Defensoria Pública de São Paulo, nesta semana foi divulgada a informação de que os músicos farão uma pausa na carreira. Por esse motivo, o órgão achou conveniente encerrar o procedimento, mas reforçou que novas denúncias podem ser feitas se situações similares forem constatadas.

Comments
Loading...